HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #741  
Old Posted Jul 26, 2014, 5:43 AM
alexandrebsb7's Avatar
alexandrebsb7 alexandrebsb7 is offline
Registered User
 
Join Date: Feb 2014
Posts: 13
O Parque da Benção, financeiramente é dividido em 4 etapas, não se se vai dividir em relação a construção, a mesma empresa conseguiu pegar as obras também do Parque Itapoã...

Os Apartamentos achei meio esquisitos o formato, agora essa mata entre o novo bairro, ou eles urbanizam, ou vai ser recinto de marginal, para roubar na city, e se esconder no mato...

Já poderia colocar em pratica tbm a ADE na BR 060...
Reply With Quote
     
     
  #742  
Old Posted Jul 26, 2014, 9:06 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Eu não venho nenhum problema nesse parque, devemos ver qual classificação que ele irá ter, se recreativo que nem o Parque da Cidade ou que nem o Parque Nacional. Portanto o primeiro a população terá acesso, e o risco de marginais habitarem dentro do parque acaba.

Agora se for igual o Parque do Guará, aí sim, concordo, os marginais irão fazer a festa. Mas eu creio que seja dificil, pois pelo que percebo, todo o parque será circundado pelo Setor Habitacional, portanto, com certeza será CERCADO.
Reply With Quote
     
     
  #743  
Old Posted Jul 26, 2014, 9:09 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
E para quem não conhece o Paranoá Parque, vamos lá

Reply With Quote
     
     
  #744  
Old Posted Jul 26, 2014, 9:19 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
A unica coisa que ficaria show de bola se todos os prédios tivessem 4 andares sobre pilotis e garagens subterraneas. Mas é aquele negócio, Lucio Costa ponderou que não queria que seu projeto fosse reproduzido pelo DF e nem em qualquer outro lugar. Igual a famosa SQB que é um projeto desvirtuado de uma SuperQuadra.
Reply With Quote
     
     
  #745  
Old Posted Jul 26, 2014, 11:10 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 14,117
Assim sobraria mais espaço para areas de lazer e area verde, só por que é um projeto popular as construtoras eliminam o máximo de items que podem para terminar logo
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #746  
Old Posted Jul 26, 2014, 1:57 PM
Agarwaen Agarwaen is offline
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 498
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
A unica coisa que ficaria show de bola se todos os prédios tivessem 4 andares sobre pilotis e garagens subterraneas. Mas é aquele negócio, Lucio Costa ponderou que não queria que seu projeto fosse reproduzido pelo DF e nem em qualquer outro lugar. Igual a famosa SQB que é um projeto desvirtuado de uma SuperQuadra.
Se fosse sobre pilotis não seria limitado a 3 pavimentos, para não precisar de elevador?
Reply With Quote
     
     
  #747  
Old Posted Jul 26, 2014, 5:34 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
A unica coisa que ficaria show de bola se todos os prédios tivessem 4 andares sobre pilotis e garagens subterraneas. Mas é aquele negócio, Lucio Costa ponderou que não queria que seu projeto fosse reproduzido pelo DF e nem em qualquer outro lugar. Igual a famosa SQB que é um projeto desvirtuado de uma SuperQuadra.
Nada a ver....

O prédios não tem pilotis e garagem subterrânea simplesmente por isso é caro, muito caro. E 4 andares com pilotis ainda ia exigir elevadores, ai mesmo que ficaria tudo caro demais. Esses bairros são feitos para serem populares, então os prédios vão pro chão e talvez sejam ate mesmo construído com alvenaria estrutural.
Reply With Quote
     
     
  #748  
Old Posted Jul 27, 2014, 12:49 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Quote:
Originally Posted by Agarwaen View Post
Se fosse sobre pilotis não seria limitado a 3 pavimentos, para não precisar de elevador?
Conheço vários prédios no Cruzeiro e Noroeste, que tem garagem mas não tem elevador.
Reply With Quote
     
     
  #749  
Old Posted Jul 27, 2014, 5:19 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Conheço vários prédios no Cruzeiro e Noroeste, que tem garagem mas não tem elevador.
A garagem subterrânea não conta e sim pilotis... se tiver mais de 3 andares (acima do solo) tem que ter elevador, é norma do Código de Obras.
Reply With Quote
     
     
  #750  
Old Posted Jul 27, 2014, 9:52 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Quote:
Originally Posted by Jota View Post
A garagem subterrânea não conta e sim pilotis... se tiver mais de 3 andares (acima do solo) tem que ter elevador, é norma do Código de Obras.
Todos os prédios da SHIS nas 400 tem 4 andares e não tem elevadores.
Reply With Quote
     
     
  #751  
Old Posted Jul 28, 2014, 4:30 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Todos os prédios da SHIS nas 400 tem 4 andares e não tem elevadores.
Tem razão, o pilotis tbm não conta... Então a norma é 3 andares mais pilotis, ou 4 andares.

Mas como eu disse, não é nem uma questão legal, é de custos mesmo. Pilotis custam caro. No caso ou o construtor abriria mão dos apartamentos no térreo (pilotis + 3 andares) ou teria de colocar elevadores (pilotis + 4 andares). E ainda tem o custo estrutural.
Reply With Quote
     
     
  #752  
Old Posted Jul 28, 2014, 6:57 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Justiça cancela edital para cooperativas

Ocupações só depois da LUOS.

A Secretaria de Desenvolvimento Habitacional foi obrigada pela Justiça a cancelar o edital que selecionaria cooperativas e associações para ocupar 405 lotes na quadra 56 do Guará. A decisão do juiz José Eutáquio de Castro Teixeira, da Sétima Vara da Fazenda Pública do DF, atendeu ao pedido da Cooperativa Habitacional dos Sem Teto de Samambaia Sul e determinou o cancelamento do Edital de Chamaento 7/2014 da Sedhab. O argumento do reclamante é que a Sedhab determinou como parâmetros para elaboração do projeto de ocupação dos lotes os determinados pelo projeto da Lei de Uso e Ocupação do Solo. Porém, como ainda não é lei, mas apenas Projeto de Lei Complementar, tramitando ainda na Câmara Legislativa, sem previsão de aprovação, a Luos não tem validade jurídica. Como não há garantia que o texto final será aprovado como está, o edital precisou ser cancelado.
Os lotes
A previsão é que as cooperativas selecionadas sejam divididas em 14 grupos, e construam 405 casas de três quartos, com laje, de no mínimo 65m2, e com valor máximo de R$ 104 mil. Famílias filiadas às entidades ganhadoras, com renda entre R$ 1.600 e R$ 8.136, terão direito às casas. As cooperativas serão responsáveis pela construção e elaboração dos estudos de impacto ambiental, de trânsito e de vizinhança. Os novos moradores devem receber a casa pronta, financiadas através do Programa Morar Bem.
Inicialmente as quadras seriam apenas para servidores públicos, a chamada Cidade do Servidor. Mas, a Justiça, acionada pelo Ministério Público, entendeu que não poderia haver diferenciação na licitação das novas quadras, e a Terracap decidiu vender os lotes individualmente. Mas, a falta de uma legislação urbanística do DF, já que o Plano Diretor de Ordenamento Territorial foi considerado inconstitucional e a Lei de Uso e Ocupação do Solo ainda não foi aprovada pela Câmara Legislativa, apenas quatro casas foram construídas até agora, todas através de medida cautelar da justiça, nos mais de 1800 lotes previstos nas QEs 48, 50, 52, 54, 56 e 58. Nesse processo, a Justiça também definiu que a área não era mais de interesse social e portanto não poderia ser incluída nos projetos habitacionais do governo, já que o Guará é uma área de alto valor imobiliário.
Luta histórica
A inclusão dos 405 lotes para cooperativas e associações habitacionais deu-se graças à ação de Teresa Ferreira Dias, presidente da Amohiguar, Associação de Moradores das Ocupações Históricas das QEs 38 e 40 e inquilinos do Guará, e participou ativamente das discussões. Em todas as reuniões e audiências públicas para discutir projetos urbanísticos, com a participação da Secretaria de Habitação, Teresa estava lá com suas faixas e camisetas. Mesmo que assunto fosse outro, como a Luos, PDOT, PPCUB ( todos projetos de legislação habitacional do Distrito Federal), Terese e seu grupo estavam a postos. Seguiu o então secretário de Habitação Geraldo Magela em diversos compromissos públicos. “Ele disse que, como a área não era de interesse social desde o governo Arruda, não poderia garantir os 40% previsto em lei para as cooperativas, mas destinaria uma parte a nós. E como prometeu, anunciou depois o edital para os 405 lotes” completa.

http://www.jornaldoguara.com/


É mais um embrolio que o GDF se meteu....

Aqui entre nós, a maquina do GDF esta completamente perdida, sem comando, ninguem se entende sobre nada. É muito incopetente junto.

Infelizmente não teremos opção nesta proxima eleição.
Reply With Quote
     
     
  #753  
Old Posted Jul 28, 2014, 8:06 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Quote:
Originally Posted by Jota View Post
Justiça cancela edital para cooperativas

Ocupações só depois da LUOS.

A Secretaria de Desenvolvimento Habitacional foi obrigada pela Justiça a cancelar o edital que selecionaria cooperativas e associações para ocupar 405 lotes na quadra 56 do Guará. A decisão do juiz José Eutáquio de Castro Teixeira, da Sétima Vara da Fazenda Pública do DF, atendeu ao pedido da Cooperativa Habitacional dos Sem Teto de Samambaia Sul e determinou o cancelamento do Edital de Chamaento 7/2014 da Sedhab. O argumento do reclamante é que a Sedhab determinou como parâmetros para elaboração do projeto de ocupação dos lotes os determinados pelo projeto da Lei de Uso e Ocupação do Solo. Porém, como ainda não é lei, mas apenas Projeto de Lei Complementar, tramitando ainda na Câmara Legislativa, sem previsão de aprovação, a Luos não tem validade jurídica. Como não há garantia que o texto final será aprovado como está, o edital precisou ser cancelado.
Os lotes
A previsão é que as cooperativas selecionadas sejam divididas em 14 grupos, e construam 405 casas de três quartos, com laje, de no mínimo 65m2, e com valor máximo de R$ 104 mil. Famílias filiadas às entidades ganhadoras, com renda entre R$ 1.600 e R$ 8.136, terão direito às casas. As cooperativas serão responsáveis pela construção e elaboração dos estudos de impacto ambiental, de trânsito e de vizinhança. Os novos moradores devem receber a casa pronta, financiadas através do Programa Morar Bem.
Inicialmente as quadras seriam apenas para servidores públicos, a chamada Cidade do Servidor. Mas, a Justiça, acionada pelo Ministério Público, entendeu que não poderia haver diferenciação na licitação das novas quadras, e a Terracap decidiu vender os lotes individualmente. Mas, a falta de uma legislação urbanística do DF, já que o Plano Diretor de Ordenamento Territorial foi considerado inconstitucional e a Lei de Uso e Ocupação do Solo ainda não foi aprovada pela Câmara Legislativa, apenas quatro casas foram construídas até agora, todas através de medida cautelar da justiça, nos mais de 1800 lotes previstos nas QEs 48, 50, 52, 54, 56 e 58. Nesse processo, a Justiça também definiu que a área não era mais de interesse social e portanto não poderia ser incluída nos projetos habitacionais do governo, já que o Guará é uma área de alto valor imobiliário.
Luta histórica
A inclusão dos 405 lotes para cooperativas e associações habitacionais deu-se graças à ação de Teresa Ferreira Dias, presidente da Amohiguar, Associação de Moradores das Ocupações Históricas das QEs 38 e 40 e inquilinos do Guará, e participou ativamente das discussões. Em todas as reuniões e audiências públicas para discutir projetos urbanísticos, com a participação da Secretaria de Habitação, Teresa estava lá com suas faixas e camisetas. Mesmo que assunto fosse outro, como a Luos, PDOT, PPCUB ( todos projetos de legislação habitacional do Distrito Federal), Terese e seu grupo estavam a postos. Seguiu o então secretário de Habitação Geraldo Magela em diversos compromissos públicos. “Ele disse que, como a área não era de interesse social desde o governo Arruda, não poderia garantir os 40% previsto em lei para as cooperativas, mas destinaria uma parte a nós. E como prometeu, anunciou depois o edital para os 405 lotes” completa.

http://www.jornaldoguara.com/


É mais um embrolio que o GDF se meteu....

Aqui entre nós, a maquina do GDF esta completamente perdida, sem comando, ninguem se entende sobre nada. É muito incopetente junto.

Infelizmente não teremos opção nesta proxima eleição.
Jota nem sempre é incompetência do governo, tem muitos agravantes. Sabia se forem instalar a rede de águas pluviais ou água e esgoto no Lago Sul, Norte ou Park Way, se em 16 casas apenas 1 casa for contra, não vai ter nenhuma benfeitoria. O povo curte só culpar o governo. Nem sempre o governo é incompetente. Esse é apenas um caso.
Reply With Quote
     
     
  #754  
Old Posted Jul 29, 2014, 4:44 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Jota nem sempre é incompetência do governo, tem muitos agravantes. Sabia se forem instalar a rede de águas pluviais ou água e esgoto no Lago Sul, Norte ou Park Way, se em 16 casas apenas 1 casa for contra, não vai ter nenhuma benfeitoria. O povo curte só culpar o governo. Nem sempre o governo é incompetente. Esse é apenas um caso.
Sim verdade nem sempre é incopetencia do governo, mas neste caso é sim!

Como o governo tenta criar um bairro baseado em uma lei que ainda não foi votada?

E não é só isso, esta pessima a qualidade das obras do Agnelo. Veja os BRT é uma presepada atras da outra!

E por que todas as obras estão sendo recebendo sinalização vertical temporaria?? Que é isso? A pintura não dura nem um mês!

É visivel que o GDF esta perdido, falta planejamento, falta controle da maquina.

O PT sempre foi muito fraco em tratar a maquina publica, pois tem medo de pressionar os funcionarios concursados e enche os cargos comissionados de inuteis. Desta vez tem o agravante que o Agnelo é um lerdo.

Fechei meu voto. Já não ia votar no Arruda por questões eticas, esperei mesmo para ver se o Agnelo tomava as redeas da maquina, mas ele é muito fraco. Nenhum dos dois terá meu voto.
Reply With Quote
     
     
  #755  
Old Posted Jul 30, 2014, 6:33 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Quote:
Originally Posted by Jota View Post
Justiça cancela edital para cooperativas

Ocupações só depois da LUOS.

A Secretaria de Desenvolvimento Habitacional foi obrigada pela Justiça a cancelar o edital que selecionaria cooperativas e associações para ocupar 405 lotes na quadra 56 do Guará. A decisão do juiz José Eutáquio de Castro Teixeira, da Sétima Vara da Fazenda Pública do DF, atendeu ao pedido da Cooperativa Habitacional dos Sem Teto de Samambaia Sul e determinou o cancelamento do Edital de Chamaento 7/2014 da Sedhab. O argumento do reclamante é que a Sedhab determinou como parâmetros para elaboração do projeto de ocupação dos lotes os determinados pelo projeto da Lei de Uso e Ocupação do Solo. Porém, como ainda não é lei, mas apenas Projeto de Lei Complementar, tramitando ainda na Câmara Legislativa, sem previsão de aprovação, a Luos não tem validade jurídica. Como não há garantia que o texto final será aprovado como está, o edital precisou ser cancelado.
Os lotes
A previsão é que as cooperativas selecionadas sejam divididas em 14 grupos, e construam 405 casas de três quartos, com laje, de no mínimo 65m2, e com valor máximo de R$ 104 mil. Famílias filiadas às entidades ganhadoras, com renda entre R$ 1.600 e R$ 8.136, terão direito às casas. As cooperativas serão responsáveis pela construção e elaboração dos estudos de impacto ambiental, de trânsito e de vizinhança. Os novos moradores devem receber a casa pronta, financiadas através do Programa Morar Bem.
Inicialmente as quadras seriam apenas para servidores públicos, a chamada Cidade do Servidor. Mas, a Justiça, acionada pelo Ministério Público, entendeu que não poderia haver diferenciação na licitação das novas quadras, e a Terracap decidiu vender os lotes individualmente. Mas, a falta de uma legislação urbanística do DF, já que o Plano Diretor de Ordenamento Territorial foi considerado inconstitucional e a Lei de Uso e Ocupação do Solo ainda não foi aprovada pela Câmara Legislativa, apenas quatro casas foram construídas até agora, todas através de medida cautelar da justiça, nos mais de 1800 lotes previstos nas QEs 48, 50, 52, 54, 56 e 58. Nesse processo, a Justiça também definiu que a área não era mais de interesse social e portanto não poderia ser incluída nos projetos habitacionais do governo, já que o Guará é uma área de alto valor imobiliário.
Luta histórica
A inclusão dos 405 lotes para cooperativas e associações habitacionais deu-se graças à ação de Teresa Ferreira Dias, presidente da Amohiguar, Associação de Moradores das Ocupações Históricas das QEs 38 e 40 e inquilinos do Guará, e participou ativamente das discussões. Em todas as reuniões e audiências públicas para discutir projetos urbanísticos, com a participação da Secretaria de Habitação, Teresa estava lá com suas faixas e camisetas. Mesmo que assunto fosse outro, como a Luos, PDOT, PPCUB ( todos projetos de legislação habitacional do Distrito Federal), Terese e seu grupo estavam a postos. Seguiu o então secretário de Habitação Geraldo Magela em diversos compromissos públicos. “Ele disse que, como a área não era de interesse social desde o governo Arruda, não poderia garantir os 40% previsto em lei para as cooperativas, mas destinaria uma parte a nós. E como prometeu, anunciou depois o edital para os 405 lotes” completa.

http://www.jornaldoguara.com/


É mais um embrolio que o GDF se meteu....

Aqui entre nós, a maquina do GDF esta completamente perdida, sem comando, ninguem se entende sobre nada. É muito incopetente junto.

Infelizmente não teremos opção nesta proxima eleição.
Teremos sim, está no diário oficial a continuidade do processo. Saiu no jornal de Brasília.
Reply With Quote
     
     
  #756  
Old Posted Jul 30, 2014, 7:28 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 14,117
Diretrizes Urbanísticas - Região de Sobradinho e Grande Colorado Secretaria de Estado de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal – SEDHAB. Governo do Distrito Federal - GDF











Mais no Link:

http://www.sedhab.df.gov.br/pdfs/atu...e_colorado.pdf
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #757  
Old Posted Jul 30, 2014, 8:52 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,714
Pelo que entendi, essas vias de atividades deve ser as vias aonde se concentrarão as atividades produtivas do bairro, como shopping, hipermercado, escolas, delegacia, hospitais e comércio em geral. Eu tenho imagens do bairro, aonde inclusive terá até hotéis, centro de convenções e perto do Trem da Serra terá o aeroporto de jatos executivos da Andrade Gutierrez.
Reply With Quote
     
     
  #758  
Old Posted Jul 30, 2014, 11:48 PM
alexandrebsb7's Avatar
alexandrebsb7 alexandrebsb7 is offline
Registered User
 
Join Date: Feb 2014
Posts: 13
Mapa dos Trechos do Residencial Parque da Benção

[IMG][/IMG]

Reply With Quote
     
     
  #759  
Old Posted Jul 30, 2014, 11:58 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 14,117
A pergunta que não quer calar, o que será feito do centro de internação de menores???
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #760  
Old Posted Jul 31, 2014, 1:03 AM
alexandrebsb7's Avatar
alexandrebsb7 alexandrebsb7 is offline
Registered User
 
Join Date: Feb 2014
Posts: 13
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
A pergunta que não quer calar, o que será feito do centro de internação de menores???
Tem a parte em azul dentro da parte em vermelho, perto da rodovia, então, parece que vai continuar lah, e ainda essa parte do vermelha, sera para comercio e para órgãos publicos...

Mais tarde vou colocar mais fotos...
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 12:16 AM.

     
SkyscraperPage.com - Archive - Privacy Statement - Top

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2024, vBulletin Solutions, Inc.