HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #7421  
Old Posted Jul 10, 2024, 6:16 PM
MattBuchanan MattBuchanan is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Location: Brasilia
Posts: 36
Nossa, esse artigo de opinião é um exagero... Impossível a população do Plano dobrar com o aumento ou liberação de moradias nesses locais. Não alterando exageradamente o gabarito nem o desenho urbano (não me parece ser o caso), é de vital importância para a própria cidade que o Plano tenha mais moradores. Inclusive, isso pode dar uma sobrevida às áreas comerciais e tirar um pouco o aspecto de abandono de certos locais.

O tombamento foi e ainda é importantíssimo para a preservação das características únicas da capital, mas é totalmente possível crescer na área de proteção, respeitando as diretrizes que tornam Brasília única. Alguns pontos do PPCUB foram polêmicos e grande parte deles já vetados, mas esse ponto em particular é bom para a cidade.

"[...] verdadeiro caos" (???) Verdadeiro caos é continuar se adensando apenas a periferia sem uma alternativa de novas centralidades. Jardim Botânico que o diga.
Reply With Quote
     
     
  #7422  
Old Posted Jul 10, 2024, 7:20 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,905
Quote:
Originally Posted by MattBuchanan View Post
Nossa, esse artigo de opinião é um exagero... Impossível a população do Plano dobrar com o aumento ou liberação de moradias nesses locais. Não alterando exageradamente o gabarito nem o desenho urbano (não me parece ser o caso), é de vital importância para a própria cidade que o Plano tenha mais moradores. Inclusive, isso pode dar uma sobrevida às áreas comerciais e tirar um pouco o aspecto de abandono de certos locais.

O tombamento foi e ainda é importantíssimo para a preservação das características únicas da capital, mas é totalmente possível crescer na área de proteção, respeitando as diretrizes que tornam Brasília única. Alguns pontos do PPCUB foram polêmicos e grande parte deles já vetados, mas esse ponto em particular é bom para a cidade.

"[...] verdadeiro caos" (???) Verdadeiro caos é continuar se adensando apenas a periferia sem uma alternativa de novas centralidades. Jardim Botânico que o diga.
Comentário sensato.... mas os pseudos opositores do PPCUB são justamente os maiores agressores do tombamento... Vai entender...

É muita fake news.... mas agora eles pegaram um governo que contratou empresa especializada para desmascarar cada um daqueles que estão provocando esse terrorismo arquitetônico.

Se lembra do terrorismo que foi provocado do Tororó receber quase 1 milhão de pessoas futuramente.... os ecoxiitas jogaram na mídia na época, que no ano de 2025, o lugar terá 1 milhão de habitantes, congestionando a cidade, poluindo o meio ambiente, aquele velho blablablá.

Hoje se a região tiver 25 mil habitantes é muito.... Agora o agressor mais, será a fazenda santa prisca do Luis Estevao, aquele que defendem o tombamento, que vai socar uma cidade de 325 mil habitantes no lugar. Olha só, numa gigantesca área do tororó que vai ter 900 mil, 325 mil vai para santa prisca que é menor, e ao lado da cachoeira do tororó.
Reply With Quote
     
     
  #7423  
Old Posted Jul 10, 2024, 10:36 PM
yuri radd yuri radd is offline
Registered User
 
Join Date: Apr 2013
Posts: 909
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
PPCub: Plano Piloto poderá ter 364,7 mil habitantes a mais

Plano de “Preservação” do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub) permite aumento de edificações e novas moradias no centro da capital



O Plano Piloto poderá ter 364.750 habitantes a mais, a partir de alterações previstas no Plano de “Preservação” do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub).

Essa quantidade é mais que duas vezes maior do que o atual número de moradores da região, estimado em 224,8 mil pessoas, segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) mais recente, divulgada em 2022.

O PPCub, aprovado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) em 19 de junho, autoriza o aumento de edificações e novas moradias em seis setores centrais da capital do país, que é Patrimônio Cultural da Humanidade e está tombada em níveis federal e distrital.

A altura dos prédios do Setor de Grandes Áreas Norte (SGAN) passará de 9,5 metros para até 17 m, o que permitirá acréscimo de 108 mil habitantes na região.

No Setor de Grandes Áreas Sul (SGAS), as edificações têm, hoje, 9,5 m, mas poderão chegar a 12,5 m de altura, segundo prevê o PPCub. Os novos espigões da localidade devem abrigar mais 86 mil moradores.

Outras 67,5 mil pessoas poderão viver no Setor de Múltiplas Atividades Sul (SMAS), onde o PPCub permite que a altura dos prédios passe de 12 m para 15 m.

A área do Setor de Indústrias Gráficas (SIG), onde também poderão ser construídas novas moradias, tem capacidade para abrigar 47,2 mil novos habitantes.

No Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES), onde a altura dos prédios passou de 9 m para 12 m, haverá acréscimo de 27 mil moradores.

Com as intervenções permitidas pelo PPCub, o Setor de Edifícios de Utilidade Pública Norte (SEPN) poderá ganhar 27 mil habitantes.

O Plano Piloto, atualmente com 224 mil habitantes chegará a mais de 600 mil moradores, verdadeiro caos.







https://www.metropoles.com/colunas/g...itantes-a-mais
Na realidade, todas essas áreas já abarcam unidades habitacionais. A grande novidade é o aumento do gabarito. Nada extraordinário, pra falar a verdade. Só vai ficar um pouco estranho o aumento do gabarito dos prédios perto dos parques da Cidade e Burle Marx. Tanto pelo aumento em si quanto pela diferença de aumento entre a parte norte e a sul. Isso sim fere a simetria do Plano.

Em tempo, quem sabe quais seriam as mudanças no Setor de Edifícios de Utilidade Pública Norte (SEPN)?
Reply With Quote
     
     
  #7424  
Old Posted Jul 11, 2024, 1:04 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,905
Quote:
Originally Posted by yuri radd View Post
Na realidade, todas essas áreas já abarcam unidades habitacionais. A grande novidade é o aumento do gabarito. Nada extraordinário, pra falar a verdade. Só vai ficar um pouco estranho o aumento do gabarito dos prédios perto dos parques da Cidade e Burle Marx. Tanto pelo aumento em si quanto pela diferença de aumento entre a parte norte e a sul. Isso sim fere a simetria do Plano.

Em tempo, quem sabe quais seriam as mudanças no Setor de Edifícios de Utilidade Pública Norte (SEPN)?
Uai pegar aquele bando de prédios vazios e transformar em kitinetes.

No SGAS e SGAN está lotada de kitinetes. Teve um complexo começou com kitinetes, mas era muito perto do finado Cage e desistiram e instaram salas comerciais.

Mas na Asa Sul está coalhada de complexos com kitinetes, como ao lado do clube Previdenciários, em frente da UNIP, na Asa Norte que me lembre só conheço um o Golden Office Corporate, mas tem outros que não me recordo, nem falou do Setor Hospitalar Local Norte, ao lado do shopping Boulevard. Ali era para ser clinica e virou kitinetes.

Agora perto da nova rodoviária na SMAS, as margens da EPIA desde o Zoológico até a Octogonal, era previsto quadras no estilo do Lúcio Costa, com prédios de 4 pavimentos sob pilotis. Mas 65 mil habitantes, é loucura, pois nem o Park Sul com muito mais unidades habitacionais tem isso. A não ser se tudo for kitinetes.
Reply With Quote
     
     
  #7425  
Old Posted Jul 11, 2024, 7:16 PM
yuri radd yuri radd is offline
Registered User
 
Join Date: Apr 2013
Posts: 909
Acho que voc~e fez confusão. Tô falando do SEPN. Lá tá tudo ocupado.

E sobre essas quadras que você falou, tem a maquete delas?
Reply With Quote
     
     
  #7426  
Old Posted Jul 11, 2024, 7:32 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,905
Quote:
Originally Posted by yuri radd View Post
Acho que voc~e fez confusão. Tô falando do SEPN. Lá tá tudo ocupado.

E sobre essas quadras que você falou, tem a maquete delas?
Mas lá que estou falando, tem muitos prédios ou sendo demolidos ou retrofitados. Para converter em residenciais é mole.
Reply With Quote
     
     
  #7427  
Old Posted Yesterday, 1:37 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,905
Estava vendo algumas explicações, como admitir moradias em certos locais sem aumento de gabarito. Pois no caso conta como andar o local da caixa d’água.

Iria ocorrer uma modificação, pra min bizarra. A caixa d’água iria para o subsolo e aonde era a caixa d’água (o terraço) iria virar um andar. E nesse andar seria admitido o uso residencial.
Reply With Quote
     
     
  #7428  
Old Posted Yesterday, 6:23 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,606
Criação do Instituto de Pesos e Medidas do DF será apreciada na CLDF

Na manhã deste sábado (13/7), a governadora em exercício, Celina Leão (PP) assinou um projeto de lei que prevê a criação do Instituto de Pesos e Medidas do Distrito Federal (Ipem-DF). A proposta segue agora para análise da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).
cerimônia de assinatura aconteceu na sede da Cooperativa dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas e Passageiros em Geral (Coopercam-DF) e contou com a presença do secretário de Economia, Ney Ferraz, uma vez que a nova autarquia será vinculada à Secretaria de Estado de Economia do DF.

DF é o único território, entre todos os estados brasileiros, que ainda não tem um posto de inspeção credenciado ao Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Em sua declaração, Celina ressaltou os prejuízos comerciais que isso acarreta, destacando que os caminhoneiros de Brasília precisam se deslocar para cidades do Entorno para realizar o serviço de inspeção veicular do Inmetro.

"Os caminhoneiros precisavam ir para Anápolis, Goiânia, outras cidades fazer essa metragem que só o Inmetro poderia fazer — além dos órgãos credenciados, que são os Ipems. Esse projeto de lei cria uma padronização, uma fiscalização mais ampliada nos comércios, então toda a população será beneficiada", declarou a vice-governadora. "Acredito que a Câmara aprovará esse PL com rapidez", emendou.

O Ipem-DF será responsável por executar atividades delegadas por convênios com o Inmetro, incluindo a implementação de programas de avaliação de conformidade na capital federal. Além disso, a proposta estabelece um quadro funcional básico para a autarquia, com a organização do quadro efetivo sendo detalhada em uma lei específica a ser criada posteriormente.
Reply With Quote
     
     
  #7429  
Old Posted Today, 1:48 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 27,905
Quote:
Originally Posted by salengasss View Post
Criação do Instituto de Pesos e Medidas do DF será apreciada na CLDF

Na manhã deste sábado (13/7), a governadora em exercício, Celina Leão (PP) assinou um projeto de lei que prevê a criação do Instituto de Pesos e Medidas do Distrito Federal (Ipem-DF). A proposta segue agora para análise da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).
cerimônia de assinatura aconteceu na sede da Cooperativa dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas e Passageiros em Geral (Coopercam-DF) e contou com a presença do secretário de Economia, Ney Ferraz, uma vez que a nova autarquia será vinculada à Secretaria de Estado de Economia do DF.

DF é o único território, entre todos os estados brasileiros, que ainda não tem um posto de inspeção credenciado ao Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Em sua declaração, Celina ressaltou os prejuízos comerciais que isso acarreta, destacando que os caminhoneiros de Brasília precisam se deslocar para cidades do Entorno para realizar o serviço de inspeção veicular do Inmetro.

"Os caminhoneiros precisavam ir para Anápolis, Goiânia, outras cidades fazer essa metragem que só o Inmetro poderia fazer — além dos órgãos credenciados, que são os Ipems. Esse projeto de lei cria uma padronização, uma fiscalização mais ampliada nos comércios, então toda a população será beneficiada", declarou a vice-governadora. "Acredito que a Câmara aprovará esse PL com rapidez", emendou.

O Ipem-DF será responsável por executar atividades delegadas por convênios com o Inmetro, incluindo a implementação de programas de avaliação de conformidade na capital federal. Além disso, a proposta estabelece um quadro funcional básico para a autarquia, com a organização do quadro efetivo sendo detalhada em uma lei específica a ser criada posteriormente.
Isso era estranho e totalmente omissão dos governos anteriores.
Reply With Quote
     
     
End
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 8:08 PM.

     
SkyscraperPage.com - Archive - Privacy Statement - Top

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2024, vBulletin Solutions, Inc.