HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Projetos - Arquitetura


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #1  
Old Posted Jun 15, 2020, 6:24 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Brasília (DF) | Planaltina | Shopping Planaltina | PauloOctávio











































Last edited by pesquisadorbrazil; Aug 2, 2020 at 8:48 PM.
Reply With Quote
     
     
  #2  
Old Posted Jun 15, 2020, 11:30 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,763
Confesso que esperava algo mais imponente por ser da PO. Mas, ficou bacana e espero que a obra saia o mais breve possível. Sem dúvida será uma marco para toda a Região Norte de Brasília (Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II e Fercal), assim como para Planaltina (GO) e Formosa (GO).
Reply With Quote
     
     
  #3  
Old Posted Jun 16, 2020, 12:22 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Rapaz.... vai ser meio caixotão, assim por essas imagens foi essa impressão, vou esperar novos render, gostei da fonte interna
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #4  
Old Posted Jun 16, 2020, 12:24 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Confesso que esperava algo mais imponente por ser da PO. Mas, ficou bacana e espero que a obra saia o mais breve possível. Sem dúvida será uma marco para toda a Região Norte de Brasília (Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II e Fercal), assim como para Planaltina (GO) e Formosa (GO).
Em breve Sobradinho terá o seu Shopping do porte de um Shopping mesmo, pois aquele galpão é fraquinho
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #5  
Old Posted Jun 16, 2020, 2:03 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Em breve Sobradinho terá o seu Shopping do porte de um Shopping mesmo, pois aquele galpão é fraquinho
Esse do PO aparenta ter 20 mil m2 de abl. O shopping de Sobradinho terá 40 mil m2 de abl, então o dobro. Fora o shopping do bairro Urbitá, que será maior, mas no estilo Street Mall.
Reply With Quote
     
     
  #6  
Old Posted Jun 16, 2020, 11:55 AM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,763
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Em breve Sobradinho terá o seu Shopping do porte de um Shopping mesmo, pois aquele galpão é fraquinho
Pois é... Esse de Sobradinho tá de rosca. Aquele de Sobradinho é muito fraco, consegue ser mais fraco que o do Gama.

Por falar em Gama, logo teremos o projeto do PO para o shopping da região.
Reply With Quote
     
     
  #7  
Old Posted Jun 16, 2020, 12:55 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Pois é... Esse de Sobradinho tá de rosca. Aquele de Sobradinho é muito fraco, consegue ser mais fraco que o do Gama.

Por falar em Gama, logo teremos o projeto do PO para o shopping da região.
Parece que está entre as obras aprovadas esse Shopping de Sobradinho, o do Gama o PO já deu a entender que sairá logo
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #8  
Old Posted Jun 16, 2020, 2:46 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Parece que está entre as obras aprovadas esse Shopping de Sobradinho, o do Gama o PO já deu a entender que sairá logo
Eu acho normal o shopping, parece igual o caixotão que era o Taguatinga Shopping na época. E parece que teremos edifício garagem
Reply With Quote
     
     
  #9  
Old Posted Aug 2, 2020, 8:34 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Este shopping que tivemos o prazer de participar, é um sonho que se tornará realidade para os moradores de Planaltina, Distrito Federal.

Um shopping que terá uma área total de construção de 69.100m², onde comportará 4 salas de cinema, praça de alimentação e mais de 110 lojas.

Agradecemos a @paulooctavioconstrutora pela oportunidade em participar deste projeto.

#heptaengenharia #engenhariacivil #engenheiro #calculoestrutural #estruturasdeconcreto #concreto #construtoraemfortaleza #fortaleza #engenhariafortaleza @ Hepta Engenharia







Reply With Quote
     
     
  #10  
Old Posted Aug 2, 2020, 8:48 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Atualizando o thread com novos renders, agora dá para ter uma ideia de como será o shopping.
Reply With Quote
     
     
  #11  
Old Posted Aug 2, 2020, 11:24 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,763
Show. Elevará o nível do comércio de Planaltina a níveis jamais vistos na região.
Reply With Quote
     
     
  #12  
Old Posted Aug 3, 2020, 9:16 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Hum será uma fachada simples, nada muito diferente dos novos shoppings do DF, será de bom tamanho espero ao menos que tenham lojas boas no empreendimento
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #13  
Old Posted Aug 3, 2020, 9:17 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Pesquisador, alguma novidade do Shopping no Gama? Será construído após o de Planaltina? Ou ainda em projeto?
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #14  
Old Posted Oct 5, 2020, 2:30 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,549
Pesquisador, alguma novidade sobre o Planaltina Shopping?
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #15  
Old Posted Oct 5, 2020, 6:03 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Pesquisador, alguma novidade sobre o Planaltina Shopping?
Nenhuma novidade... em pausa..
Reply With Quote
     
     
  #16  
Old Posted Dec 21, 2020, 12:38 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
O CAP sentou no projeto desde 2019, conforme isso aqui.

Fonte: http://www.seduh.df.gov.br/wp-conteu...68_2019_39.pdf
Reply With Quote
     
     
  #17  
Old Posted May 18, 2021, 4:04 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257

ATA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O PROJETO DO PERCURSO TURÍSTICO CULTURAL DO SETOR TRADICIONAL DE PLANALTINA, REGIÃO ADMINISTRATIVA DE PLANALTINA – RA VI

Às dezenove horas do dia quatro do mês de maio do ano de dois mil e vinte um, em cumprimento ao contido no art. 2º do Decreto n º 41.841 de 26 de fevereiro do ano de dois mil e vinte um, em sessão virtual, foi realizada Audiência Pública para apresentar e discutir o projeto do Percurso Turístico Cultural do Setor Tradicional de Planaltina, Região Administrativa de Planaltina – RA VI, contando com a presença do Secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Habitação – SEDUH, Senhor Mateus Leandro de Oliveira, da Secretária Executiva da SEDUH, Senhora Giselle Moll Mascarenhas e da Subsecretária de Desenvolvimento das Cidades – SUDEC/SEDUH, Senhora Janaína Domingos Vieira e dos participantes representantes da Sociedade Civil. Preliminarmente, a Senhora Aline Flym Barbosa, da Assessoria Técnica de Órgãos Colegiados – ASCOL/SEDUH informou que o aviso de convocação da presente Audiência foi objeto de publicação no Diário Oficial do Distrito Federal nº 61 e 73, e em jornal de grande circulação nos dias 31 de março e 20 de abril do corrente ano. Que a coordenação dos trabalhos seria realizada pela Subsecretaria de Desenvolvimento das Cidades - SUDEC, representada neste ato pela Senhora Janaína Domingos Vieira; e a presidência dos trabalhos exercidos pela Secretária Executiva da SEDUH, Senhora Giselle Moll Mascarenhas, e pelo Secretário de Estado da SEDUH, Mateus Leandro de Oliveira. Destacou que o regulamento de inteiro teor foi publicado juntamente com os avisos de convocação, e em seguida, informou a ordem de condução:

1. Abertura dos Trabalhos; 2. Apresentação Técnica; 3. Exposição resumida do conteúdo da proposta, pela equipe técnica; 4. Respostas as perguntas realizadas via chat; e por último, o encerramento. Para abertura dos trabalhos, o Secretário de Estado da SEDUH, Senhor Mateus Leandro de Oliveira usou a palavra para cumprimentar os presentes na plataforma virtual da SEDUH, salientando que a Audiência tem por objeto principal, ouvir a sociedade sobre a proposta do projeto que criará uma urbanização e requalificação dos espaços públicos do que estão chamando de percurso turístico cultural de Planaltina, no Setor Tradicional. Agradeceu o trabalho realizado até o momento por todos. Em seguida, passou-se ao Item 2. Apresentação Técnica, quando a Subsecretária Janaína Domingos Vieira se manifestou, cumprimentando os presentes e passando, de imediato, a palavra ao Senhor Clécio Nonato Rezende _IEP/COPROJ/SUPLAN/SEDUH, que após cumprimentar os presentes, seguiu à apresentação do projeto tratado neste evento: expôs sobre o objetivo, a área de intervenção e os princípios da proposta. Apresentou o mapa da localização exata do local a ser requalificado. Ressaltou que a proposta se embasou na Oficina Participativa com a Comunidade de Planaltina, realizada em 2016 como resultado da iniciativa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT, em parceria com a Fundação Aron Birmann e Coletivo MOB, visando elaboração de propostas e diretrizes a serem observadas na requalificação da Praça Salviano Monteiro. Passou a listar o que o projeto incorporou da Oficina: as sugestões relacionadas a intervenções físicas no espaço; as sugestões que impliquem decisões sobre a propriedade privada que não podem ser definidas por este projeto; propostas de gestão do espaço e articulação com o empresariado precisam ser conduzidas por outras iniciativas de Governo e parcerias com a sociedade organizada; não foram incorporadas consideradas soluções julgadas improcedentes pelo órgão gestor do patrimônio cultural do DF, tais como adoção de postes baixos em estilo colonial, uma vez que já houve a judicialização da questão tendo sido acatada pelo Juiz a premissa de autenticidade do mobiliário a ser adotado, não fazendo sentido introduzir postes não autênticos no Setor Tradicional. Seguiu com as principais diretrizes projetuais resultantes da oficina, relativa à intervenção física no espaço, que foram incorporadas no presente projeto:

1 - Priorização de pedestres,
2 - Conforto e escala humana,
3 - Caracterização, e
4 - Infraestrutura urbana. Colocou as diretrizes da Secretaria de Cultura:
1 - Cuidado com (a) ambiência, (b) visibilidade e (c) autenticidade, considerando, ainda, as edificações históricas remanescentes e, consequentemente, a (d) leitura de conjunto;
2 - Diretrizes para a escolha do mobiliário a ser introduzido, e
3 - Coreto: (1) ou estrutura removível no palco existente ou (2) coreto permanente na área de platô atrás da arquibancada, para minimizar o impacto visual em relação ao bem tombado. Apresentou em mapa e imagens com detalhes das modificações que serão realizadas: praça Salviano Monteiro, entorno do Museu Histórico, praça PÁGINA 11 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 92, TERÇA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2021
Documento assinado digitalmente, original em https://www.dodf.df.gov.br
Salviano Monteiro – Coreto, Avenida Goiás – etapa 2, avenida Salvador Coelho, praça da Igreja São Sebastião – áreas, praça da Igreja São Sebastião – 1ª área, Alameda da Igreja São Sebastião – 2ª área, praça de lazer e esportes – 3ª área. Finalizou, apresentando o Parecer Técnico da Secretaria da Cultura, após consultada: “a proposta busca requalificar o espaço urbano adequando-o às novas normas e parâmetros urbanísticos priorizando a acessibilidade e valorização do pedestre sobre veículos motorizados, e o projeto respeita os critérios de autenticidade, ambiência, visibilidade e leitura de conjunto das Praças Salviano Monteiro, São Sebastião e arredores, Av. Goiás e trecho da Rua Salvador Coelho, além da valorização dos bens tombados”. Após apresentação técnica, a palavra foi dada a Senhora Vanessa Chaves de Mendonça- SETUR/DF, ao Senhor Antônio Célio Rodrigues, e ao Senhor Cláudio Abrantes - Deputado Distrital, que manifestaram a importância do Projeto de requalificação urbana do Percurso Turístico Cultural de Planaltina, Setor Tradicional, parabenizando o trabalho elaborado. O Secretário Mateus Leandro de Oliveira agradeceu as palavras de todos, colocando que, de fato, contam muito com a parceria do Deputado na Câmara Legislativa e no caso da Audiência, no sentido especial, de ajudar com a destinação de verbas para execução do Projeto, ressaltando que a destinação de recursos é o próximo passo. A palavra foi franqueada aos inscritos:

1. O Senhor Mário Castro julgou que foi apresentado um anteprojeto. Sugeriu a formação de uma Comissão de pessoas ligadas ao Setor Tradicional de Planaltina para opinar a respeito do anteprojeto para finalização de um projeto. Argumentou que não teve conhecimento da Oficina que fora realizada, mencionada na apresentação. Que existem moradores na área que devem ser consultados antes que o projeto seja colocado em execução. Que entende que o trabalho de requalificação deveria ser feito em toda a região de Planaltina e não apenas no Setor Tradicional.

2. O Senhor Adenir, Coordenador da Folia de Reis, considerou uma proposta de modificação, alteração, descaracterização e desfiguração do espaço urbano do Setor Tradicional de Planaltina, que veio em contramão ao conceito de conservação e preservação do patrimônio urbanístico histórico. Questionou a Norma utilizada para fazer a transferência de uso e ocupação do solo. Colocou que entende que a proposta de projeto vem de cima para baixo. Que a Oficina não contou com a participação dos moradores do Setor Tradicional. Indagou em qual estatística se basearam para fazer a proposta. Ponderou que a área não tem fluxo de pedestre compatível com o conceito de tráfego compartilhado. Refutou a faixa para carro na Avenida Salvador Coelho, que prejudicaria o acesso dos moradores. Impugnou o momento que está sendo realizado o trabalho, em função da Pandemia de Covid-19, onde as pessoas estão preocupadas com sua saúde e não com revitalização de espaços públicos. Que há outros locais em Planaltina com mais urgência de reformas. Que o deslocamento de equipamentos públicos sugerido não atende aos anseios da população. Sugeriu a criação de uma Comissão Interdisciplinar, envolvendo as pessoas do Setor Tradicional, os moradores das ruas, os moradores da praça e das suas vizinhanças.

3. O Senhor Everson Cordeiro pontuou que o processo de feitura do projeto não foi transparente, democrático e não ouviu a população do Setor Tradicional e personalidades de Planaltina como elas deveriam ser ouvidas. Reforçou a necessidade de criação da Comissão Interdisciplinar para que essas pessoas possam ser ouvidas e possam contribuir para fazer um projeto em que a população possa entender como projeto de revitalização e não como um projeto de descaracterização do setor histórico do Centro Histórico da Cidade de Planaltina. Voltou a enfatizar a falta de transparência do processo e a forma ditatorial que ele vem sendo conduzido, listando questões que não serão aceitas pela população de Planaltina, segundo, seus levantamentos: deslocamento da quadra poliesportiva, coreto removível, que o parquinho seja transferido e criado quiosques em seu lugar. Questionou se a fiação será subterrânea. Que os casarões de Planaltina não estão sendo valorizados. Chamou atenção para as diferentes versões de apresentação do projeto. Colocou sobre rumores de que a obra possa ser custeada como compensação ambiental como estudo de impacto de vizinhança pelas organizações Paulo Octávio, e que se sugere a mudança do nome da Rua Avenida Goiás para Avenida JK. A Subsecretária Janaina Domingos Vieira lembrou que o objetivo da audiência é exatamente começar a ouvir a comunidade. Argumentou que a intenção é iniciar o projeto nessa área para que possam estender para outras áreas, não havendo possibilidade de fazer tudo que é necessário de uma vez só. O Senhor Clécio Nonato Rezende informou que o projeto ainda está em uma fase conceitual, numa fase em que aceita alterações. Que entende que o quiosque não conflita necessariamente com parquinho. Colocou que o Projeto seguirá todas as normas de acessibilidade. Que existem três opções para o coreto; estrutura removível, estrutura permanente com elementos que façam releitura dos estilos arquitetônicos remanescentes ou fazer um concurso público específico para o coreto. Que a recomendação da Secretaria de Cultura é que o coreto fique em um local onde não haja interferência justamente com os bens patrimoniais tombados. Que esse é o momento exato para a colocação das contribuições, pois se não houver conflito e dentro do que é viável será incorporado ao projeto final.

4. O Senhor Cassiano Dalmeida parabenizou pelo trabalho e manifestou apoio ao Projeto. Questionou se o Projeto estaria inserido ou se há a intenção de inseri-lo em uma iniciativa mais abrangente que envolva a gestão cultural e turística da região.

5. A Senhora Juli Guimarães se declarou moradora e proprietária de imóveis no Centro Histórico e descendente de grandes famílias da época de 1800 de Planaltina. Pontuou que toda sua família reside no local e que só tomaram conhecimento do Projeto após entrar no Movimento Guardiões de Mestre D’armas. Ressaltou que tem conhecimento que o projeto é uma das 57 condicionantes do projeto do Planaltina Shopping, que foram feitas pela Secretaria. Registrou dificuldade para acesso ao processo sobre o Shopping. Que entende que o centro histórico precisa ser revitalizado e não descaracterizado. Indagou se o projeto vai impedir futuramente o tombamento definitivo do Centro Histórico pelo IPHAN e quem se responsabilizará sobre essa questão. Propôs exigir que seja feita uma parceria com a Empresa Paulo Otávio para reforma dos casarões de Planaltina com os moradores que quiserem. Seguiu falando da necessidade de preservação da história de Planaltina.

6. A Senhora Mônica Tachotte se declarou moradora de frente com a Igrejinha São Sebastião e manifestou total apoio as declarações do Senhor Mário, do Senhor Adenir, do Senhor Everson e da Senhora Juli. Reforçou a preocupação se a requalificação como apresentada não inviabilizaria o tombamento definitivo do Centro Histórico. E ainda, criação do Comitê de pessoas da sociedade que convivem em Planaltina e sabem da história da Cidade, para fazer com que o projeto seja mais harmônico. A Subsecretária Janaína Domingos Vieira esclareceu que o projeto não está vinculado as ações do Shopping. O Senhor Clécio Nonato Rezende aclarou que a princípio o projeto está funcionando de forma isolada, mas que ele pode potencializar outras articulações do próprio Governo, ou até mesmo da sociedade para ganhar mais porte. Voltou a enfatizar que o projeto encontra-se em fase de proposta e que todas as sugestões serão levadas em consideração. Argumentou que, em linhas gerais, as diretrizes foram seguidas de acordo com a orientação da Secretaria de Cultura, sinalizando que está sendo seguida toda uma linha de preservação. Que entende que o Comitê pode sim se reunir, formular e enviar as proposições sugestivas. O Senhor Vitor Recondo, ULINF/SUPLAN/SEDUH arrazoou que o financiamento do projeto pode vir de um EIV, desde que esse EIV esteja aprovado. Que esse projeto está desvinculado do EIV, mas nada impede que durante o processo seja negociado com a contrapartida do shopping que esse projeto, ou outras ações sejam incorporadas. Salientou que isso ocorreria em discussão com a comunidade no processo do Estudo de Impacto de Vizinhança. Tranquilizou os presentes dizendo que o Poder Público está ciente da paixão de todos os moradores por Planaltina e tentando chegar a um consenso. Explicou que todos os Órgãos envolvidos estão muito atentos a questão da preservação e que todos os projetos têm que ter a chancela do Órgão responsável pelo tombamento. Que no case de Planaltina é a Secretaria de Cultura. Finalizou colocando que estão reiniciando o processo e estão à disposição para ouvir todas as sugestões para o projeto.

7. O Senhor Robson Eleutério considerou o debate um marco na história de Planaltina. Propôs que o Comitê seja formado por entidades que têm algum trabalho no Setor Tradicional de Planaltina e que cada Entidade faça seus apontamentos e envie a SEDUH.

8. O Senhor Eduardo Guimarães considerou interessante o projeto, mas que concorda com várias falas no sentido de que o projeto precisa de algumas adequações e que é favorável a criação do Comitê. Questionou sobre a criação de ciclovias, ciclofaixas e bicicletário.

9. O Senhor Adevaldo Pereira questionou quais as garantias que os moradores terão sobre os impactos que sucederão com a obra, sobretudo nas suas edificações. Qual a garantia que a população na cidade terá no projeto, no sentido de ir e vir no Setor Tradicional. E como ficaria a recuperação dos prédios como da prefeitura velha, Casa dos Artesãos. Comentou ter achado o projeto fantástico, mas que comunga com a preocupação com a questão de preservação e que precisam envolver mais atores da cidade, como a Academia de Letras e outros setores que militam na Cidade. A Subsecretária Janaína Domingos Vieira explicou que a proposta tem como objetivo melhorar o acesso dos pedestres, ciclistas e carros com a revitalização de calçadas e vias compartilhadas e diminuição de faixas de rolamentos. E que o acesso dos moradores continuará como são atualmente. O Senhor Clécio Nonato Rezende ressaltou que todas as colocações são bemvindas. Que não haverá nenhum tipo de restrição ao uso do espaço pela população. Que apenas não será desejável que veículos pesados circulem pela área e que não haja ganho de velocidade para veículos. Registrou que todos os elementos do espaço serão mantidos. Insistiu que as intervenções são no sentido de requalificação, melhoria do espaço público, calçadas, vias, vegetação e não de modificação. A Senhora Vanessa Zago –COPROJ/SUPLAN/SEDUH esclareceu que há sim áreas de ciclovias e bicicletários projetadas, mas que podem pensar em acrescentar, onde for possível, espaços para bicicletas.

10. O Senhor João Carlos Machado propôs que o projeto de revitalização tenha um olhar mais ampliado da sua conectividade com os elementos que também são importantes e não estão somente no centro histórico, que busquem incorporar soluções e mecanismos que indiquem toda a região ao redor. Se colocou à disposição para contribuir com a discussão sobre a dinâmica de revitalização com a ideia de um olhar mais ampliado, mais alargado, trazendo o Projeto dos Caminhos do Planalto Central.

11. O Senhor Aron Henrique Neves expressou seu apoio ao projeto de requalificação de um espaço que está abandonado. Que concorda com a montagem do Comitê de moradores, porque entende que o processo tem que ser participativo na concepção, execução, fiscalização ao longo das obras e avaliação ao final.

12. A Senhora Naiara José parabenizou pela Audiência Pública. Salientou a importância de caminharem no sentido do que podem fazer juntos a partir de agora e não se prendessem ao passado. Que entende que Planaltina tem duas grandes importantes vertentes; a questão histórica e afetiva, que não podem se contrapor ao desenvolvimento. Que o Comitê é importante para a apara de arestas. Pontuou que não ficou claro a relação da compensação do shopping com o projeto de revitalização. Questionou se há no projeto algo que vá englobar a área da Igreja Matriz de São Sebastião. E sobre como ficará a situação da chamada Vila Baiana, que ficará praticamente em frente ao Shopping e não é referenciada em nenhum momento nos projetos. Indagou qual será a benfeitoria que os moradores da Vila Baiana terão como compensação da construção do shopping e se podem reivindicar o mesmo pela revitalização do centro histórico, que passa também por eles. O Senhor Clécio Nonato Rezende pontuou que o projeto pode sim prever a parte toda de sinalização turística com orientações através de placas e com trabalho de promoção feita pela Secretaria de Cultura. A Subsecretária Janaína Domingos Vieira comentou que fará uma proposta sobre o Comitê ao final da Audiência. Voltou a enfatizar que o projeto não tem nenhuma relação com a compensação do Shopping. Que parte do projeto pode até vir a ser usado como valor de compensação, mas que o shopping e o EIV ainda não estão aprovados e a compensação não poderá ser usada no projeto agora. Ponderou que estão buscando outras fontes de financiamento para poder fazer todo o projeto que está sendo desenvolvido. O Senhor Clécio Nonato Rezende explicou que foi dado prioridade as áreas que estão dentro do circuito junto com o Museu e a Igrejinha, que são os elementos tombados da Cidade. PÁGINA 12 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 92, TERÇA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2021
Documento assinado digitalmente, original em https://www.dodf.df.gov.br
Que a Praça da Matriz, embora mereça um trabalho de requalificação, nesse primeiro momento não foi incluída no percurso, destacando que nada impede que essa parte seja tratada em outro projeto. A Subsecretária Janaína Domingos Vieira colocou que a questão da Vila Baiana está ligada a questão de regularização fundiária.

13. O Senhor Antônio Célio Rodrigues Pimentel se colocou à disposição para discutir o projeto urbanístico para Vila Baiana.

14. A Senhora Ana Amélia Oliveira questionou se os moradores que residem em torno da praça foram consultados, ponderando que a maioria são idosos com dificuldade de acesso a tecnologia. Mostrou a preocupação com a manutenção e conservação do local pós revitalização. Alertou que não são contra o projeto, mas que entende que a população diretamente afetada deve ser consultada. Se pôs totalmente contrária a criação de estabelecimentos comerciais no local.

15. O Senhor Pedro Bezerra propôs que o Administrador articule um Conselho de Desenvolvimento Econômico Social na cidade por conta da quantidade de demandas e temas surgidos nessa Audiência. Ressaltou a importância do coreto ser fixo. Que seja colocado por escrito no projeto que outros pontos turísticos de Planaltina também, em outra oportunidade, terão a revitalização. Que seja acrescentado ainda a pintura dos casarões antigos. Sugeriu que seja incluído o Conselho de Cultura no Grupo de Trabalho que está discutindo o projeto, por força da Lei Complementar 934, que diz que o Conselho de Cultura é responsável para propor e analisar, e referendar propostas de mecanismos capazes de preservar e fortalecer a identidade cultural da cidade. Questionou se já há orçamento para a execução do projeto. Pediu que seja incluída a recuperação do acervo para o Museu. Sugeriu ainda que seja colocada placas ao lado dos casarões contando a história do lugar.

16. O Senhor Gilson Domingos de Paiva prestou apoio ao processo colocando que o processo de requalificação e revitalização dos espaços desse percurso turístico cultural de Planaltina é uma ótima notícia. Reiterou que estão iniciando o processo e é preciso ajuda de todos para o sucesso do projeto. Colocou que há sim discussão em andamento sobre a Cada de Câmara e Cadeia, sobre o cemitério antigo e outras pautas. Informou que está em planejamento um Conselho de Planejamento Local - CPL, que a Administração Regional de Planaltina está finalizando.

17. A Senhora Rosangela Matos de Oliveira parabenizou a todos pela Audiência Pública e pediu calma à população de Planaltina porque entende que a Comissão de frente que está aí propondo esse grande projeto não é para que o patrimônio de Planaltina seja esquecido, mas sim para agregar ao Centro Histórico de Planaltina. Ponderou que devem ter uma preocupação com a qualidade e durabilidade do mobiliário urbano que será utilizado. Que bebedouros e bicicletários são de indispensáveis no projeto. A Subsecretária Janaína Domingos Vieira registrou que a inscrita, Senhora Milene Machado cedeu sua vez ao Senhor Luiz Felipe, mas este não conseguiu acessar a plataforma de forma a conseguirem se manifestar.

18. O Senhor José Vicente Preto Rezende pediu para se manifestar, mas em função do encerramento de inscrição já ter acontecido, não foi possível sua fala. Lhe foi oportunizado a manifestação via chat por escrito. O Senhor Clécio Nonato Rezende informou que o mobiliário a ser utilizado está sendo pesquisado e que é exatamente a qualidade que estão buscando. Concordou que o projeto está em evolução e que todas as sugestões serão devidamente tratadas. Que a questão do coreto será estudada. Que todas as questões tratadas na Audiência serão públicas. Que ainda não há orçamento específico para o projeto, mas que os recursos podem ser levantados de várias fontes. Que as placas terão exatamente os dois recursos; indicações dos locais e informação histórica. Encaminhamento: A Subsecretária Janaína Domingos Vieira colocou que a SEDUH não objeta a criação da Comissão para debaterem sugestões para o projeto. Solicitou que organizem a Comissão e enviem as sugestões para a Secretaria. Informou que a Secretaria pode ainda fazer uma reunião com a Comissão para a entrega das sugestões por escrito após os debates. Sugeriu estabelecerem um prazo para apresentação das considerações finais, sugerindo entre 30 a 45 dias. Ficou acordado que a Administração Regional, através do Administrador, juntamente com o Conselho de Cultura, com o Conselho de Patrimônio e o Comitê de Turismo organize os trabalhos de modo a desenvolver o relatório final para entrega a Secretaria. 19. O Senhor Antônio Célio Rodrigues Pimentel solicitou que as entidades que se apresentaram no decorrer da Audiência procurassem a Administração para se inscreverem para o chamamento, como forma de contribuir com Conselho de Cultura e de Turismo. 5.

Encerramento: Após comentar que esse não é o único projeto que a SEDUH está desenvolvendo para a Administração Regional de Planaltina, a Subsecretária Janaína Domingos Vieira, deu por encerrada a Audiência Pública para discutir o Projeto do Percurso Turístico Cultural do Setor Tradicional de Planaltina, Região Administrativa de Planaltina – RA VI, agradecendo a presença de todos.

MATEUS LEANDRO DE OLIVEIRA, Secretário de Estado;

GISELLE MOLL MASCARENHAS, Secretária Executiva, de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Distrito Federal – SEDUH;

JANAÍNA DOMINGOS VIEIRA, Subsecretária, de Desenvolvimento das Cidades – SUDEC/SEDUH;

CLÉCIO NONATO REZENDE, Diretor de Parques e Espaços Livre da COPROJ/SUPLAN/SEDUH.

Fonte: https://dodf.df.gov.br/index/visuali...%20INTEGRA.pdf
Reply With Quote
     
     
  #18  
Old Posted May 18, 2021, 4:09 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 24,257
Nossa como é viver na Democracia, apesar que o povo estás questionando as compensação ambientais e urbanísticas do shopping. Outra fala que não teve acesso ao projeto do shopping, pelo amor de DEUS. E mais essa, ainda tem o tombamento de área rural? Vila Baiana, doideira.

E tombamento do Mestre Darmas... detalhe, o que tem de histórico ali.
Reply With Quote
     
     
End
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Projetos - Arquitetura
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 2:28 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2021, vBulletin Solutions, Inc.