SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum//index.php)
-   Regiões Metropolitanas Regionais (https://skyscraperpage.com/forum//forumdisplay.php?f=690)
-   -   VLT Ligando Brasília á Valparaíso , mas, por que não chegar a Luziânia? (https://skyscraperpage.com/forum//showthread.php?t=237244)

Tondf79 Jan 7, 2019 5:31 PM

VLT Ligando Brasília á Valparaíso , mas, por que não chegar a Luziânia?
 
Como já devem saber, há um projeto de aproveitar a linha de trem administrada pela Ferrovia Centro Atlântica para ligar Brasília a Valparaíso de Goiás. É um projeto antigo que somente agora poderá ser posto em prática. Agora por que não chegar até Luziânia? A alegação é que a linha passa longe e por enquanto, não seria viável.

Tondf79 Jan 7, 2019 5:34 PM

Quanto passo pela rodovia que liga a Cidade Osfaya ao Jardim ABC, notei que do Ponto de ônibus até a ponte onde passa a linha de trem, há aproximadamente uns 3 km. Isso tornaria possível uma integração de VLT e ônibus, podendo até triplicar o número de passageiros em relação ao que terá para o Valparaíso de Goiás.

Tondf79 Jan 7, 2019 5:36 PM

Fonte Correioweb 04/01/2019

O Governo Federal articula, junto com a Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Distrito Federal, o início dos testes do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que ligará Brasília a Valparaíso (GO). São dois vagões, com capacidade para transportar 389 passageiros, que chegarão do Recife (PE) a capital federal na segunda quinzena de janeiro para entrar nos trilhos e passar por avaliação durante 30 dias.

A ideia, segundo o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz, é de que o VLT passe por testes no primeiro mês após a chegada dos vagões até começar a transportar passageiros. "No fim de fevereiro, entraremos no período de cinco meses de avaliação do transporte com passageiros. Se a população e o governo do DF aprovarem, passaremos para a consolidação do trecho no DF", conta Roriz.


A chegada do VLT é possível graças a reformas feitas nos dormentes dos trilhos da Ferrovia Centro Atlântica, que liga as duas cidades até o Porto de Santos, passando por Goiás e Minas Gerais até chegar no estado de São Paulo. Hoje, sobre os trilhos, trens com cargas - soja e areia, principalmente - chegam com destino ao DF diariamente.

"Como vai proceder o transporte de passageiros nós ainda não sabemos. Faltam detalhes técnicos para aprovarmos junto ao Governo Federal", relata Paulo Roriz. Haveria uma reunião para a resolução de pendência entre a pasta do DF, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) nesta sexta-feira (4/1), mas a transição do Governo Federal ainda não se consolidou e o encontro teve de ser adiado.

O VLT terá velocidade de aproximadamente 70km/h e ajudará a desafogar o trânsito da região sul do DF. Inicialmente, ele fará duas viagens por dia: pela manhã, sairá de Valparaíso rumo à Rodoferroviária; à tarde, retornará ao município goiano. Estima-se que os passageiros do transporte ferroviário gastem 30 minutos no traslado entre as cidades. De ônibus, o trajeto de 37 km pode levar até 1h, devido aos engarrafamentos na Epia Sul e BR 040.

MAMUTE Jan 7, 2019 5:37 PM

Boa tarde Tondf, vou redirecionar o thread para o local certo:tup:

Tondf79 Jan 7, 2019 5:39 PM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 8428401)
Boa tarde Tondf, vou redirecionar o thread para o local certo:tup:

Boa Tarde, obrigado.

MAMUTE Jan 7, 2019 5:47 PM

Quote:

Originally Posted by Tondf79 (Post 8428398)
Fonte Correioweb 04/01/2019

O Governo Federal articula, junto com a Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Distrito Federal, o início dos testes do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que ligará Brasília a Valparaíso (GO). São dois vagões, com capacidade para transportar 389 passageiros, que chegarão do Recife (PE) a capital federal na segunda quinzena de janeiro para entrar nos trilhos e passar por avaliação durante 30 dias.

A ideia, segundo o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz, é de que o VLT passe por testes no primeiro mês após a chegada dos vagões até começar a transportar passageiros. "No fim de fevereiro, entraremos no período de cinco meses de avaliação do transporte com passageiros. Se a população e o governo do DF aprovarem, passaremos para a consolidação do trecho no DF", conta Roriz.


A chegada do VLT é possível graças a reformas feitas nos dormentes dos trilhos da Ferrovia Centro Atlântica, que liga as duas cidades até o Porto de Santos, passando por Goiás e Minas Gerais até chegar no estado de São Paulo. Hoje, sobre os trilhos, trens com cargas - soja e areia, principalmente - chegam com destino ao DF diariamente.

"Como vai proceder o transporte de passageiros nós ainda não sabemos. Faltam detalhes técnicos para aprovarmos junto ao Governo Federal", relata Paulo Roriz. Haveria uma reunião para a resolução de pendência entre a pasta do DF, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) nesta sexta-feira (4/1), mas a transição do Governo Federal ainda não se consolidou e o encontro teve de ser adiado.

O VLT terá velocidade de aproximadamente 70km/h e ajudará a desafogar o trânsito da região sul do DF. Inicialmente, ele fará duas viagens por dia: pela manhã, sairá de Valparaíso rumo à Rodoferroviária; à tarde, retornará ao município goiano. Estima-se que os passageiros do transporte ferroviário gastem 30 minutos no traslado entre as cidades. De ônibus, o trajeto de 37 km pode levar até 1h, devido aos engarrafamentos na Epia Sul e BR 040.

A princípio estou achando esse VLT meia boca, mas vou aguardar o projeto definitivo.

Tondf79 Jan 7, 2019 5:52 PM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 8428416)
A princípio estou achando esse VLT meia boca, mas vou aguardar o projeto definitivo.

Não é " Aquele Projeto", até porque haverá o problema de deslocamento da rodoviária até a antiga "Rodoferroviária" e que em horário de pico, encontrará um grande engarrafamento. Isso poderia ser solucionado com uma faixa exclusiva do lado oposto, a que fica ao lado da parte central do eixo monumental para dar mobilidade. De cara, já vê que terá necessidade de uma integração.

Maths2 Jan 7, 2019 6:21 PM

Galera, esse projeto vai ser um fracasso total. Apresentei pra um professor especialista na área de Transportes e Mobilidade Urbana um projeto de estudo para meu TCC da viabilidade técnica de implantação dessa linha como está sendo proposta agora e prontamente o professor disse que seria uma perca de tempo estudar essa proposta com fim eleitoreiro.

Entra alguns fatores ele citou o exemplo do caso de um desses vagões ter algum problema técnico em um lugar como aquelas curvas que passam por trás do Park Way. Até um outro vagão chegar para buscar as pessoas já teria sido um caos. Outro detalhe que ele citou foi o fato de um VLT como esse não oferecer o conforto necessário para horas de viagem entre Brasília e o Valparaiso, ninguém vai trocar seu carro pra ir em pé num trem lento andando em zigue zague.

Enfim esses são apenas alguns dos vários fatores que o professor citou como sendo problemático nesse projeto. Eu pessoalmente também acredito que será uma perca de tempo. O VLT do Cariri que tem uma distância bem menor e uma linha bem mais simples já é deficitário... Imagina esse...

Uma ligação com o entorno via transporte ferroviário deveria ser feito com uma linha nova em dois sentidos e trens de maior capacidade e conforto.

Tondf79 Jan 7, 2019 6:29 PM

Quote:

Originally Posted by Maths2 (Post 8428480)
Galera, esse projeto vai ser um fracasso total. Apresentei pra um professor especialista na área de Transportes e Mobilidade Urbana um projeto de estudo para meu TCC da viabilidade técnica de implantação dessa linha como está sendo proposta agora e prontamente o professor disse que seria uma perca de tempo estudar essa proposta com fim eleitoreiro.

Entra alguns fatores ele citou o exemplo do caso de um desses vagões ter algum problema técnico em um lugar como aquelas curvas que passam por trás do Park Way. Até um outro vagão chegar para buscar as pessoas já teria sido um caos. Outro detalhe que ele citou foi o fato de um VLT como esse não oferecer o conforto necessário para horas de viagem entre Brasília e o Valparaiso, ninguém vai trocar seu carro pra ir em pé num trem lento andando em zigue zague.

Enfim esses são apenas alguns dos vários fatores que o professor citou como sendo problemático nesse projeto. Eu pessoalmente também acredito que será uma perca de tempo. O VLT do Cariri que tem uma distância bem menor e uma linha bem mais simples já é deficitário... Imagina esse...

Uma ligação com o entorno via transporte ferroviário deveria ser feito com uma linha nova em dois sentidos e trens de maior capacidade e conforto.



Talvez se fizesse utilizassem a estação asa sul do metrô e ampliasse com uma nova rota a partir dali até o entorno. O problema é que este custo ninguém vai querer pagar.

Tondf79 Jan 7, 2019 6:32 PM

Alguém teria uma mapa com as estações bem visíveis para análise do percurso?

MAMUTE Jan 7, 2019 8:03 PM

Quote:

Originally Posted by Tondf79 (Post 8428505)
Alguém teria uma mapa com as estações bem visíveis para análise do percurso?

https://encrypted-tbn0.gstatic.com/i...ymUOm5V5mdQc9j

pesquisadorbrazil Jan 8, 2019 12:59 AM

Eu já falei, problemas nesse VLT....

A própria via....

O próprio VLT, escolheram o pior tipo né, de tração a diesel. Naquele local, tem que ser tração elétrica, e lógico, acabar com os cruzamentos, poisa sabemos que ninguém vai obedecer a sinalização.

E outro ponto, geralmente aonde se situam essas estações, tem que ter ao redor, áreas de centralidade, como faculdades, hospitais, hotéis, shoppings ou até indústrias.

Com certeza não vai dar certo. Até mesmo por causa da sinuosidade da via. Uai se vão gastar uma graninha para ligar vários bairros de Brasília ao Plano Piloto via VLT, oras bolas, porque não fazer o mesmo.

Agora integração, só teria de uma forma. Numa nova estação projetada entre Arniqueiras e Guará. Com integração entre VLT e Metrô.

Nem na minha solução que seria, passar a via férrea no canteiro central da rodovia, para fazer uma integração legal ali, para evitar construção de passarelas que ninguém vai usar. Minha solução simples. Exatamente nesse ponto, aonde se encontraria as estações do VLT, eu faria que as vias, passassem por baixo de uma imensa praça, assim acabaria com a desculpa que a passarela é ruim, que é suja, que não tem cobertura e tal.

Ai quando os carros estivessem se aproximando dessa área do VLT, teriam um mergulhão (túnel no estilo buraco do tatu), e para economizar energia, poderia inclusive colocar exaustores no túnel.

E nessa área em cima das rodovias, o GDF poderia usar a inteligência, igual no caso das estações do BRT, nessas praças suspensas, poderiam instalar feiras por exemplo, claro, tudo legalizado e tal.

MAMUTE Jan 8, 2019 9:39 AM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 8428989)
Eu já falei, problemas nesse VLT....

A própria via....

O próprio VLT, escolheram o pior tipo né, de tração a diesel. Naquele local, tem que ser tração elétrica, e lógico, acabar com os cruzamentos, poisa sabemos que ninguém vai obedecer a sinalização.

E outro ponto, geralmente aonde se situam essas estações, tem que ter ao redor, áreas de centralidade, como faculdades, hospitais, hotéis, shoppings ou até indústrias.

Com certeza não vai dar certo. Até mesmo por causa da sinuosidade da via. Uai se vão gastar uma graninha para ligar vários bairros de Brasília ao Plano Piloto via VLT, oras bolas, porque não fazer o mesmo.

Agora integração, só teria de uma forma. Numa nova estação projetada entre Arniqueiras e Guará. Com integração entre VLT e Metrô.

Nem na minha solução que seria, passar a via férrea no canteiro central da rodovia, para fazer uma integração legal ali, para evitar construção de passarelas que ninguém vai usar. Minha solução simples. Exatamente nesse ponto, aonde se encontraria as estações do VLT, eu faria que as vias, passassem por baixo de uma imensa praça, assim acabaria com a desculpa que a passarela é ruim, que é suja, que não tem cobertura e tal.

Ai quando os carros estivessem se aproximando dessa área do VLT, teriam um mergulhão (túnel no estilo buraco do tatu), e para economizar energia, poderia inclusive colocar exaustores no túnel.

E nessa área em cima das rodovias, o GDF poderia usar a inteligência, igual no caso das estações do BRT, nessas praças suspensas, poderiam instalar feiras por exemplo, claro, tudo legalizado e tal.

São várias soluções e maneiras de por em prática o VLT do entorno, mas vemos a gambiarra que vão fazer e sabemos a merda que vai dar.

Tondf79 Jan 8, 2019 11:41 AM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 8428989)
Eu já falei, problemas nesse VLT....

A própria via....

O próprio VLT, escolheram o pior tipo né, de tração a diesel. Naquele local, tem que ser tração elétrica, e lógico, acabar com os cruzamentos, poisa sabemos que ninguém vai obedecer a sinalização.

E outro ponto, geralmente aonde se situam essas estações, tem que ter ao redor, áreas de centralidade, como faculdades, hospitais, hotéis, shoppings ou até indústrias.

Com certeza não vai dar certo. Até mesmo por causa da sinuosidade da via. Uai se vão gastar uma graninha para ligar vários bairros de Brasília ao Plano Piloto via VLT, oras bolas, porque não fazer o mesmo.

Agora integração, só teria de uma forma. Numa nova estação projetada entre Arniqueiras e Guará. Com integração entre VLT e Metrô.

Nem na minha solução que seria, passar a via férrea no canteiro central da rodovia, para fazer uma integração legal ali, para evitar construção de passarelas que ninguém vai usar. Minha solução simples. Exatamente nesse ponto, aonde se encontraria as estações do VLT, eu faria que as vias, passassem por baixo de uma imensa praça, assim acabaria com a desculpa que a passarela é ruim, que é suja, que não tem cobertura e tal.

Ai quando os carros estivessem se aproximando dessa área do VLT, teriam um mergulhão (túnel no estilo buraco do tatu), e para economizar energia, poderia inclusive colocar exaustores no túnel.

E nessa área em cima das rodovias, o GDF poderia usar a inteligência, igual no caso das estações do BRT, nessas praças suspensas, poderiam instalar feiras por exemplo, claro, tudo legalizado e tal.



Bom dia. Pela análise de vocês, este projeto vai ficar semelhante ao que funciona na região do aço que liga BH a Vitória. Vai acabar virando um transporte turístico com horário programado e que só serve para passeio mesmo. Até acredito que terá uma adesão, só que, mais para passeio do que para transporte.

Tondf79 Jan 24, 2019 1:33 PM

Enquanto isso, tentam colocar o projeto antigo em prática

GDF lança edital para projetos do VLT entre Plano Piloto e Aeroporto
A empresa responsável pelos estudos deverá avaliar a retirada de circulação de todos os ônibus que trafegam na W3


https://www.metropoles.com/distrito-...to-e-aeroporto

pesquisadorbrazil Jan 25, 2019 12:51 AM

O maior obstáculo da implantação do VLT tem, é justamente o tempo e lógico, o local de seu deslocamento... Vamos os números...

Atualmente
O morador desloca de sua casa usando ônibus até praticamente a porta do local de trabalho, estudo ou pior, para resolver problemas de saúde e até mesmo de lazer ou simplesmente viajar.

morador - ônibus - 2 horas

Agora com a implantação do VLT....

morador - VLT - 1 hora e 30 minutos (pela lógica parece ganho de tempo mas o VLT não vai fazer o mesmo trajeto dos ônibus, portanto, será necessário no mínimo 2 baldeações, 1 da casa do morador/trabalhador para a estação do VLT inicial e outra baldeação do morador/trabalhador para estação do VLT final para seu local de trabalho, estudo, lazer, viagem e saúde.

então vamos lá

inicio da viagem
morador/trabalhador pegando ônibus de sua casa para a estação do VLT mais próxima....

E depois o percusso do VLT para a estação teoricamente próxima do morador/trabalhador tem como seu destino...

então:

Ônibus (residencia)** / VLT* / Ônibus (trabalho)**

Observações:

* 1a observação: sabemos teoricamente quanto tempo será gasto no percusso do VLT da sua origem para seu destino.... 1 hora e 30 minutos...

Agora desconhecemos quanto tempo irá se gastar com a baldeação. E claro, como os Ônibus não nascem em árvores e nem no terminal, então sendo bem otimista....

Os ônibus gastarão 30 minutos.... Se somar a baldeação inicial e final, tem 1 hora...

Portanto, somando tudo, o pobre morador/trabalhador do Entorno vai gastar 2 horas e 30 minutos (incluindo as 2 baldeações que serão obrigados a fazer).

E aí José, isso só até o Valparaíso, imagine até Luziânia....

Agora se fosse fazer, como eu sugeri, colocar os trilhos no canteiro central da Rodovia, desde Luziânia até Formosa... Praticamente iria passar em todos os pontos necessários, pois se conectaria com Metrô na Estação em frente do Park Shopping e seguiria o caminho até outras localidades, e como sabemos que o SIA concentra 70% dos empregos Brasilienses, sabemos muitos bem que seria mais viável faze-lo em linha reta e não com esse trecho proposto. Minha humilde opinião.

fabiano Jan 25, 2019 12:08 PM

Se tirarem todos os ônibus da W3, já imagino o caos que será. Apenas o VLT com seus 22 veículos não suprirão a demanda, e é claro que um percentual desses 22 ficarão parados, para uma eventual substituição. E falo mais, se esse VLT for na mesma velocidade do VLT Carioca, vai demorar mais de 1h para percorrer do Aeroporto até o final da Asa Norte, falo isso com propriedade, pois, a linha 0.030 demora praticamente esse tempo para percorrer esse trajeto.

O BRT Sul não é eficiente, justamente pelo baixíssimo quantitativo de veículos, aliado à falta de gestão e implementação da tecnologia para fiscalização. O principal problema do BRT Sul são as integrações (nos terminais). Não adianta o BRT ser pontual, se todo o resto do sistema não é, como acontece atualmente.

pesquisadorbrazil Jan 25, 2019 5:10 PM

Quote:

Originally Posted by fabiano (Post 8448824)
Se tirarem todos os ônibus da W3, já imagino o caos que será. Apenas o VLT com seus 22 veículos não suprirão a demanda, e é claro que um percentual desses 22 ficarão parados, para uma eventual substituição. E falo mais, se esse VLT for na mesma velocidade do VLT Carioca, vai demorar mais de 1h para percorrer do Aeroporto até o final da Asa Norte, falo isso com propriedade, pois, a linha 0.030 demora praticamente esse tempo para percorrer esse trajeto.

O BRT Sul não é eficiente, justamente pelo baixíssimo quantitativo de veículos, aliado à falta de gestão e implementação da tecnologia para fiscalização. O principal problema do BRT Sul são as integrações (nos terminais). Não adianta o BRT ser pontual, se todo o resto do sistema não é, como acontece atualmente.

Não vai ser caos nenhum, somente vai mudar o modal utilizado. E se tiver ônibus, somente será daqueles locais que não serão atendidos pelo VLT.

Toda cidade grande no mundo aconteceu isso, isso se chama, RACIONALIZAÇÃO de linhas. O mesmo ocorrerá, já imaginou na linha de ônibus de Santa Maria para por exemplo, Vila Planalto? Já imaginou então se todas as cidades tivessem a mesma linha, com certeza a Vila Planalto não teria fluidez na linha.

O problema que em Brasília, só a rodoviária do Plano Piloto que concentra todas as linhas, tanto de integração, circular, do entorno e tal.

Tem anos que falei isso nesse forum e no SSC, e o povo veio me ridicularizar, falando que seria impossível ocorrer isso. Agora passados quase 12 anos, isso irá ocorrer.

Não vai mais existir linhas diretas para a rodoviária do Plano Piloto, quer seja de cidades de dentro do DF ou fora dele. Salvo, aonde não tiver o modal VLT, nesse caso vai incluir toda região leste de Brasília, bem como cidades do entorno.

O que irá ocorrer, se tudo estiver funcionando 100% e claro, tudo estiver pronto. A pessoa que mora em Águas Lindas não vai mais pegar um ônibus direto para avenida W3, L2 ou Esplanada. Vai precisar pegar um VLT até chegar num terminal e de lá, pegar um ônibus circular para determinado local.

O mesmo ocorrerá com Formosa, o povo que quiser ir para lá, terá de descer no Terminal do VLT de Planaltina e de lá pegar um ônibus para Formosa.

E a rodoviária do Plano Piloto será apenas de ônibus circulares, o mesmo ocorrendo com os terminais Sul e Norte e Oeste de Brasília. Aí iria faltar fazer um terminal Leste, para integrar essa região que vai ficar por enquanto de fora.

fabiano Jan 25, 2019 6:17 PM

Pode até ser que não seja um caos, mas, será que esses trens comportariam todo o quantitativo de passageiros que transitam todos os dias pela W3? Duvido muito, ainda mais em horário de pico. Só os passageiros de um BRT lotariam quase um VLT inteiro. Ainda temos regiões populosas, como Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e por aí vai.

Vale lembrar que, a W3 já sofreu um duro golpe com a redução criminosa de ônibus na via. É um inferno pegar ônibus pra qualquer lugar nos dias atuais. Antigamente (antes da última e única licitação), passavam trocentos ônibus, pra todo canto.

Estou falando aí, de 1.000 ônibus a menos (óbvio que eram distribuídos por todo o DF, mas, a W3 sempre foi uma das principais vias de transporte público, se não, a principal).

pesquisadorbrazil Jan 25, 2019 10:58 PM

Quote:

Originally Posted by fabiano (Post 8449243)
Pode até ser que não seja um caos, mas, será que esses trens comportariam todo o quantitativo de passageiros que transitam todos os dias pela W3? Duvido muito, ainda mais em horário de pico. Só os passageiros de um BRT lotariam quase um VLT inteiro. Ainda temos regiões populosas, como Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e por aí vai.

Vale lembrar que, a W3 já sofreu um duro golpe com a redução criminosa de ônibus na via. É um inferno pegar ônibus pra qualquer lugar nos dias atuais. Antigamente (antes da última e única licitação), passavam trocentos ônibus, pra todo canto.

Estou falando aí, de 1.000 ônibus a menos (óbvio que eram distribuídos por todo o DF, mas, a W3 sempre foi uma das principais vias de transporte público, se não, a principal).

E se o VLT realmente for implementado, será o fim de ônibus de grande porte na Avenida W3. Se tiver, somente os ônibus executivos (Zebrinhas) e olhe lá.

Acreditem se quiser, acredita que o Jornal de Brasília previu o VLT na Esplanada dos Ministérios durante o governo Cristovam Buarque. Infelizmente eu não tenho mais essa publicação, mas mostraram as imagens como ficaria.

Apesar que parecia mais um monotrilho do que um VLT. Que por sinal, VLT era considerado nosso metrô. Pois era considerado um Metrô Leve, e Metrô de verdade, era o de São Paulo.;....


All times are GMT. The time now is 12:06 AM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.