SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum/index.php)
-   Infraestrutura & Transporte (https://skyscraperpage.com/forum/forumdisplay.php?f=696)
-   -   Transporte por Trilhos Brasília | Movimentação no Setor (https://skyscraperpage.com/forum/showthread.php?t=194614)

fabiano Apr 22, 2016 2:13 PM

Verdade... Iguais as portas automáticas das estações Santos Dumont e Periquito do BRT, estão totalmente vandalizadas (eram automáticas, não são mais).

Mas, seria uma boa ideia para o Metrô-DF, principalmente nas estações com grande fluxo de passageiros (como a Central e Praça do Relógio). Seria uma ótima prevenção de acidentes por causa de certos passageiros que adoram empurrar os que estão na frente.

pesquisadorbrazil Apr 22, 2016 2:54 PM

O bom se sair do papel, que toda propaganda inclusive os monitores ficariam no solo e não no teto, que todos sabem, não tem manutenção. Portanto com o passar do tempo, para aquilo ali despencar na cabeça de um, não iria demorar.

MAMUTE Apr 27, 2016 10:56 AM

Metrô sem perspectiva de crescimento


Ampliação do Metrô ainda não tem previsão para inicio das obras

FOTO: ROBERVAL EDUÃO
http://www.alo.com.br/Backend/upload/27042016073718.jpg


A tão aguardada expansão do metrô do Distrito Federal parece não sair do papel. Ainda não foram liberados os recursos para a ampliação de 6,6 km de via e construção de cinco novas estações – duas em Ceilândia, com 2,3 Km de via; duas em Samambaia, com 3,7 km de via; e 800 metros na Asa Norte (Área Central até as proximidades da Galeria do Trabalhador).

Prevista para setembro de 2015, a assinatura da ordem de serviço que permitiria o início das obras da primeira estação da Asa Norte, acabou não ocorrendo. Também prometida, a licitação para a termino das estações das quadras 104, 106 e 110, todas na Asa Sul, também não foi aberta.

De acordo o Metrô-DF ainda não foi liberada a verba para o início das obras de expansão. “Ainda estamos aguardando recursos do Governo Federal”, afirma. A verba de mais de R$ 750 milhões será disponibilizada por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A instituição salienta que sem a liberação do valor não é possível fazer o cronograma.

Segundo o órgão, está previsto para o mês que vem a licitação para o estudo geológico para as novas estações na Samambaia. As futuras obras de expansão serão um passo a mais na conclusão da linha 1 do Metrô-DF, que liga a Zona Central de Brasília às cidades de Ceilândia e Samambaia, passando pelo Guará, Águas Claras e Taguatinga e Asa Norte.

O metrô de Brasília é o quarto maior do Brasil. Atualmente tem 24 estações em funcionamento, e uma frota de 32 trens, que transportam em média 160 mil passageiros por dia. Toda a via tem extensão de mais de 42 km.











http://www.alo.com.br/noticias/metro...cimento-363105

pesquisadorbrazil Apr 27, 2016 8:34 PM

E nem vai ter, com a desculpa que não tem grana.

MAMUTE May 3, 2016 8:20 PM

Metrô-DF abre licitações para modernizar sistema de comunicação


A verba é do GDF. Os textos foram publicados no Diário Oficial nesta segunda-feira


O Governo do Distrito Federal lançou três editais e um pregão eletrônico para modernizar o sistema de transmissão de dados, de telefonia e de sonorização da Linha 1 da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). Os textos foram publicados no Diário Oficial do DF (DODF) nesta segunda-feira (2/5). Outras três licitações estão previstas para completar a modernização do sistema: a sinalização e controle, energia e um Sistema de Circuito Fechado de TV.

O primeiro edital vai aumentar a capacidade de transmissão de dados do sistema metroviário, garantindo maior eficiência na prestação do serviço; o segundo trocará todo o sistema de telefonia atual, adquirido na década de 80 e já está obsoleto; já o terceiro terá como foco a melhora da sonorização das estações, possibilitando a comunicação remota via Centro de Controle Operacional (CCO).

A companhia também lançou edital de licitação para contratar empresa que realizará investigações geológicas e geotécnicas por meio de sondagens mecânicas, para a construção de mais duas estações em Samambaia. O prazo para recebimento das propostas do estudo se encerra às 9h desta quarta-feira (4/5). Os editais podem ser conferidos nos endereços www.metro.df.gov.br e www.comprasgovernamentais.com.br.








http://www.correiobraziliense.com.br...unicacao.shtml

pesquisadorbrazil May 4, 2016 1:38 AM

Uai sistema de energia do metrô não é dele, mas da CEB... Piada.

MAMUTE May 13, 2016 11:31 AM

Metrô-DF investe em mais anúncios


Pela primeira vez em sua história, o Metrô-DF vai ter trens envelopados com anúncio, depois que o Ministério da Saúde contratou com a empresa o uso de quatro carros em duas composições com as peças publicitárias. A ideia é reforçar a importância da vacinação contra o HPV para ajuda a prevenir o aparecimento do câncer do colo do útero, quarta maior causa de morte de mulheres no país. Este ano, a campanha quer mostrar o papel dos pais na proteção do futuro das meninas. A iniciativa faz parte da estratégia da companhia em aumentar a arrecadação por meio da locação de espaços para publicidade e ações comerciais.










http://coletivo.maiscomunidade.com/c...UNCIOS-.pnhtml

pesquisadorbrazil May 13, 2016 10:48 PM

Piada, marketing? Deveria era melhorar toda infra-estrutura ao redor, sem falar, a Terracap ceder terras as margens dos trilhos.

pesquisadorbrazil Jun 3, 2016 8:25 PM


ANTT finaliza estudos para transporte ferroviário de passageiros e de carga entre Brasília e Goiânia

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou, nesta quinta-feira (2/6), no site da Agência, os estudos de viabilidade técnica, econômica, socioambiental e jurídico-legal necessários à outorga da exploração do serviço público de transporte ferroviário regular de passageiros e de carga no trecho Brasília (DF), Anápolis (GO) e Goiânia (GO), incluindo cidades do entorno do Distrito Federal.

Os documentos abarcam a avaliação de alternativas de traçado e de localização das estações, de tecnologias, além dos aspectos econômico-financeiros e socioambientais de modo a dotar a região de trens de passageiros modernos, confortáveis e seguros. Segundo os estudos, a previsão é que, no primeiro ano de operação, mais de 40 milhões de passageiros sejam transportados numa velocidade de até 160 quilômetros por hora, em um percurso de 95 minutos entre Brasília e Goiânia.

Para implantar essa ligação ferroviária, os estudos preveem a participação da iniciativa privada e um prazo de concessão de 30 anos. Para mais informações, é possível consultar o material disponibilizado no site da ANTT

(http://www.antt.gov.br/index.php/con...__Goiania.html)

Fonte: http://www.antt.gov.br/index.php/con...e_Goiania.html

pesquisadorbrazil Jun 3, 2016 8:26 PM


MAMUTE Jun 4, 2016 11:21 AM

Expresso pequi, trem Brasilia-Goiânia, pode sair do papel



Os estudos de viabilidade técnica, econômica, socioambiental e jurídico-legal necessários à outorga da exploração do serviço público de transporte ferroviário regular de passageiros e de carga compreendem o trecho Brasília (DF), Anápolis (GO) e Goiânia (GO), incluindo cidades do entorno.

http://raioxdf.com.br/wp-content/upl...tinental-1.jpg

Estes contemplam a avaliação de alternativas de traçado e de localização das estações, tecnologias, além dos aspectos econômico-financeiros e socioambientais de modo a dotar a região de trens de passageiros modernos, confortáveis e seguros que trafegam a média velocidade, beneficiando a população de Goiás e do Distrito Federal transportando, no primeiro ano de operação, mais de 40 milhões de passageiros. O percurso entre Brasília e Goiânia está previsto para ser realizado em 95 minutos.

Para implantá-los, os estudos preveem a participação da iniciativa privada e um prazo de concessão de 30 anos.

O traçado adotado está ilustrado abaixo e os resultados podem ser visualizados no site: www.antt.gov.br

http://www.antt.gov.br/upd_blob/upd_.../tracadoBG.png






http://raioxdf.com.br/?p=5100

MAMUTE Jun 4, 2016 11:26 AM

Nessa imagem veremos como será a ferrovia, e quantas estações no DF e Entorno:cheers:


http://www.antt.gov.br/upd_blob/upd_.../tracadoBG.png

MAMUTE Jun 4, 2016 3:28 PM

Projeto de trem Brasília-Goiânia prevê viagem em 95 minutos por R$ 60


Estudos de viabilidade foram concluídos; não há data para lançar licitação Obra deve custar R$ 7 bilhões em capital público e privadoe durar três anos

Foto: ANTT/Reprodução
http://s2.glbimg.com/MkemCMgG7baOAwQ.../tracadobg.jpg
Mapa divulgado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para projeto de ferrovia Brasília-Anápolis-Goiânia; círculos vermelhos marcam estações planejadas


A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgou, nesta quinta-feira (2), os estudos de viabilidade de uma nova ferrovia que pode ligar Brasília e Goiânia até o fim de 2020. Otimista, o documento prevê mais de 40 milhões de passageiros transportados no primeiro ano de operação. O custo total do projeto, apelidado na região de "Transpequi", deve atingir R$ 7 bilhões.

O percurso de 207 quilômetros seria percorrido a uma velocidade média de 160 km/h, ao custo de R$ 60. O preço é similar ao praticado pelas empresas de ônibus em viagens expressas, e cerca de 50% mais alto que a passagem de viagens paradoras.

Pesquisa feita pelo G1 no site das principais companhias aéreas, na noite desta sexta (3), apontou tíquetes com valores entre R$ 291 e R$ 2,5 mil. A viagem entre Brasília e Goiânia, hoje, leva de 45 minutos (em voo direto, descontado o tempo no aeroporto) a 4 horas (de ônibus, com paradas, sem trânsito).

O estudo da ANTT custou R$ 5,5 milhões, parcialmente custeados por um contrato com o Banco Mundial, e aponta viabilidade técnica, econômica, socioambiental a jurídico-legal para o projeto. Os R$ 7 bilhões serão repartidos entre os governos federal, do Distrito Federal, de Goiás e parceiros privados.

O formato da parceria será definido nos próximos meses. Antes, a ANTT deve promover duas reuniões com investidores para sentir "o risco e o apetite" do mercado, nas palavras do gerente de Regulação e Outorga da agência, Juliano Samor. Os encontros acontecem até o fim do mês, em Brasília e Goiânia.

"Para projetos dessa grandeza, é normal que o governo precise investir. Mesmo assim, é um projeto interessante do ponto de vista econômico e social. Os estudos indicam que há viabilidade econômica, que ele pode ser interessante aos olhos do investidor", diz Samor. Segundo ele, não há previsão de "segurar" a licitação até que a situação econômica do país melhore.

O investimento governamental, segundo Samor, não precisa ser apresentando na forma de dinheiro vivo. Como alternativa, o poder público pode abrir mão de impostos, conceder benefícios ou facilitar a transferência dos terrenos, por exemplo. O estudo apresentado pela ANTT sugere um prazo de concessão de 30 anos, renováveis por igual período.

Trajeto

O projeto em análise pela ANTT e pelos governos locais prevê estações em Goiânia, Anápolis, Santo Antônio do Descoberto, Águas Lindas e Brasília. A ideia é reformar e revitalizar a Rodoferroviária, que deixou de receber transporte de passageiros e, hoje, abriga apenas órgãos administrativos do governo.

Os técnicos estudam a possibilidade de uma sexta estação em Ceilândia,mas o local exato ainda não foi definido. A ferrovia será construída "do zero", sem aproveitar nenhum trecho de linha férrea que já exista na região.

O projeto inicial previa o compartilhamento dos trilhos entre vagões de passageiros e composições de carga, como forma de ajudar a escoar a produção agrícola da área, mas a ideia foi abandonada "por enquanto". O mesmo aconteceu com as intenções de instalar um Trem de Alta Velocidade (TAV), termo que define viagens a mais de 260 km/h.

Detalhes técnicos dos vagões serão definidos mais claramente na licitação, mas a ANTT diz que o conforto proporcionado aos passageiros e a performance das máquinas serão "similares aos dos trens da Europa".









http://g1.globo.com/distrito-federal...-por-r-60.html

pesquisadorbrazil Jun 5, 2016 5:20 PM

Só tem que avisar o GDF que eles não podem alterar a RODOFERROVIÁRIA, é TOMBADA, Eu quer ver o que os gênios irão fazer ali.

Agarwaen Jun 6, 2016 1:14 PM

Interessante que as estações em Santo Antônio do Descoberto e Águas Lindas estão previstas em ramais, ao invés de estações intermediárias da linha para Goiânia.
Gostei da estação em Ceilândia, vi que eles já estão prevendo uma pequena extensão para conectá-la ao Metrô. Uma passarela subterrânea conectaria a estação de trem (que teria a área de embarque também subterrânea) a uma futura estação do metrô.

Agarwaen Jun 6, 2016 2:34 PM

Todos os projetos de estação parecem interessantes.

Na Rodoferroviária de Brasília, preveem a maior estação, com o embarque paralelo para as diferentes linhas, inclusive prevendo espaço para um trem rumo a Luziânia e um VLT do Eixo Monumental. Só senti falta de mais área comercial ou outro uso que diminua a sensação de terminal ermo.

Na estação adicionada em Ceilândia, já preveem uma conexão subterrânea com a expansão metrô e uma passarela por cima da BR-070 para conectar com ônibus.

Em Águas Lindas, a estação teria uma passagem subterrânea com comércio por baixo da BR-070, ligando ao Shopping Águas Claras. Além disso também prevê uma quadra de prédios residenciais e comerciais ao lado.

Em Santo Antônio do Descoberto, tentaram equilibrar o fato da estação não chegar ao centro da cidade com a previsão de um novo bairro de prédios de uso mistos de 4 a 6 andares, que conteria ainda um parque e um setor de oficinas.

Em Anápolis o projeto é mais modesto, mas prevê uma praça com comércio conectada à estação.

Em Goiânia gostei de levarem a estação até a rodoviária no centro da cidade, que ainda prevê uma futura estação de BRT na avenida Goiás. Uma grande marquise conectaria os 3 (Trem, BRT e rodoviária).

pesquisadorbrazil Jun 6, 2016 11:16 PM

Infelizmente escolheram o trecho mais logo, mas sensível ambiental e claro o mais CARO para não apenas implantar a super estrutura do TAD, mas também para criar um grande polo industrial na região.

Sinto que o Polo JK será esvaziado e vai virar área residencial, pois o GDF vai investir nesse novo polo. Querem apostar.

MAMUTE Jun 22, 2016 10:51 AM

Vagão exclusivo para mulheres ainda não é respeitado



FOTO: ROBERVAL EDUÃO
http://www.alo.com.br/Backend/upload/21062016075609.jpg


Na superlotação de ônibus e metrôs que circulam no Distrito Federal, usuários se espremem uns contra os outros em busca de espaço. Esse emaranhado facilita mãos bobas, sussurros obscenos e as famosas encoxadas. Desde de 2013, o metrô conta com o sistema de vagão exclusivo para mulheres e pessoas com deficiência em todos os dias da semana e em todos os horários. Novidade ou não, após três anos da implementação do sistema, nem todos respeitam a lei.

O carro exclusivo é sempre o primeiro de cada composição e há marcações na plataforma de embarque de todas as estações para sinalizar a restrição de público nesses vagões. Nos demais carros, o uso continua misto como sempre foi.

Durante o período que a reportagem do Alô Brasília esteve na estação Central do metrô, na Rodoviária do Plano Piloto, alguns homens tentaram utilizar o vagão exclusivo, mas desistiram e se retiraram do espaço, pois as usuárias presentes chamaram a atenção deles. De acordo com o Metrô-DF, a iniciativa tem mostrado resultados positivos, tanto que as próprias usuárias reivindicam mais respeito por parte dos homens que ainda não cumprem a mudança.

A deficiente visual Maria do Carmo afirmou que o sistema traz mais conforto para quem tem alguma dificuldade de locomoção: “pego o metrô todo dia e só não tenho tanta dificuldade porque funcionários sempre me ajudam, mas com o vagão reservado fica mais fácil”, disse.

O autônomo Reginaldo Pereira por pouco não utilizou o vagão por engano, mas viu a tempo a mensagem sobre o uso restrito para mulheres e deficientes: “Melhorou para elas, agora os homens tem que ficar mais atentos”, alertou.

Apesar de a Lei não prever punição aos infratores, o Metrô-DF faz, por meio do CSO (Corpo de segurança Operacional), a abordagem dos desavisados e desatentos, sempre de forma educativa. Quando há flagrante de desrespeito por algum homem, o usuário é convidado a se retirar e, se houver resistência, pode ser encaminhado à Delegacia de Polícia e responder por crime de desobediência. É importante formalizar denúncia de casos de assédio ao Corpo de Segurança Operacional do Metrô, à polícia ou à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher. Diariamente, ao menos 15 usuários entram em contato com a ouvidoria para relatar casos de desobediência.






http://www.alo.com.br/noticias/vagao...peitado-370677

pesquisadorbrazil Jun 25, 2016 1:34 PM

Uai, pra que inventaram segregar, tem que punir os caras, pior, agora o assédio é outro. Melhor nem falar, para não ser taxado de homofóbico.

MAMUTE Jul 14, 2016 3:29 PM

Parceria com a iniciativa privada viabilizará abertura de estação do metrô


O objetivo é concluir as obras da Estação Estrada Parque, em Águas Claras, e construir centro comercial no local


A estação do metrô Estrada Parque, em Águas Claras, deve servir de modelo para outras futuras construções. A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) espera aval do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) para lançar o edital de licitação para concluir as obras do local – paradas por falta de recursos – e promover a construção de um centro comercial na área. Cerca de 30 mil pessoas – sendo 10 mil estudantes universitários – serão beneficiadas. O Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas do governo de Brasília já autorizou o avanço do procedimento.

A operação do sistema, a arrecadação com a bilhetagem e os custos com manutenção ficam por conta do Metrô-DF. Como é uma concessão comum, e não uma parceria público-privada (PPP) de fato, não há contrapartida financeira por parte do governo. Os ganhos do concessionário, que terá de pagar uma outorga mensal ao poder público, serão com a exploração do centro comercial, a ele reservada durante 30 anos.

Benefício para estudantes universitários

O presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, atenta para o fato de a região concentrar muitas universidades, o que torna a estação o local ideal para o desembarque de estudantes. “O maior benefício será para a população do DF, que contará com a abertura de mais uma estação do metrô, em especial para os cerca de 10 mil universitários da região, que hoje param longe de onde estudam.”

O terreno reservado para a Estação Estrada Parque fica no Lote 4.250 da Avenida Araucárias, em Águas Claras, próximo a Taguatinga. A área, com extensão de 29.008,32 metros quadrados, está inutilizada, e o acesso do público é inexistente.

Parcerias público-privadas em andamento

Assim como o projeto da construção da estação do metrô, o da concessão do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, que integra a lista prioritária do governo, está no Tribunal de Contas à espera de aval para abertura de licitação. O lançamento do edital está previsto para o segundo semestre de 2016.

Nessa quarta-feira (13), foi publicado o edital de chamamento público para interessados em gerir o Shopping Popular de Brasília.

Hoje, expira o prazo para requerer autorização de estudos técnicos na PPP da iluminação pública – antes previsto para 1º de julho. Unidade responsável por todas as parcerias (à exceção da do Metrô-DF) até aqui citadas, a Subsecretaria de Parcerias Público-Privadas, da Secretaria de Fazenda deve publicar, na sexta-feira (15), a autorização para a realização de estudos técnicos da PPP da via Transbrasília.

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) também tem responsabilidade sobre parcerias público-privadas. As duas em andamento são a do Complexo Esportivo, já em fase de estudos técnicos, e a do Mirante Flor do Cerrado (Torre Digital e arredores), ainda em fase de manifestações de interesse.






http://www.agenciabrasilia.df.gov.br...acao-do-metro/


All times are GMT. The time now is 10:20 PM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2021, vBulletin Solutions, Inc.