HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #381  
Old Posted Mar 20, 2019, 12:15 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,379
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
O problema que o polo JK vai deslanchar, só daqui 1 ano, pois é prazo de inaugurarem uma subestação de energia elétrica na região. Mas não seria mais fácil, todas as indústrias ficarem livres da CEB e instalar usinas solares?
Pois é... O que impediria uma indústria de grande porte em instalar usinas solares em suas dependências? Custo inicial?
Reply With Quote
     
     
  #382  
Old Posted Mar 20, 2019, 12:34 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,278
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Pois é... O que impediria uma indústria de grande porte em instalar usinas solares em suas dependências? Custo inicial?
Da pra forrar o teto dos galpões de painéis solares, mas a questão é, seria suficiente para suprir a demanda energética das indústrias?
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #383  
Old Posted Mar 20, 2019, 3:26 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,379
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Da pra forrar o teto dos galpões de painéis solares, mas a questão é, seria suficiente para suprir a demanda energética das indústrias?
Pois é... Foi o que pensei.
Reply With Quote
     
     
  #384  
Old Posted Mar 20, 2019, 4:09 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,278
Se suprir alguma parte da energia já está bom.
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #385  
Old Posted Mar 20, 2019, 5:14 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Uai claro, mas para instalar esses equipamentos tem que ter aval da CEB...
Reply With Quote
     
     
  #386  
Old Posted Apr 2, 2019, 8:25 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,278
Governo reduz ICMS para manter empresas atacadistas instaladas no DF


Medida deverá também incrementar a arrecadação de impostos e atrair novos investimentos

O governador Ibaneis Rocha assinou nesta segunda-feira (1) decreto que institui no Distrito Federal a alíquota de 3% de arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o comércio atacadista do DF. A tributação, até então, era de 5%. A medida cria uma isonomia fiscal, ou seja, estabelece regras semelhantes ao benefício já concedido pelo Governo de Goiás a empresas do mesmo porte em atividade naquele estado.

Com a assinatura, Ibaneis equipara o DF ao estado vizinho e evita que empresas instaladas por aqui se transfiram para Goiás, em busca de uma carga tributária menos onerosa. As regras propostas tornarão o mercado local mais atraente também para novos investimentos, com possibilidades, inclusive, de incremento da arrecadação de impostos do GDF e o aumento do emprego e da renda.

“É um momento de reequilíbrio. Equilibrar as contas nessa região, trazer instrumentos de investimentos conjuntos vão ajudar não só o DF, como Goiás e Minas Gerais”, afirmou o governador.

O decreto dispensa a celebração de convênio do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que rege a concessão ou revogação de isenções, incentivos e benefícios fiscais e financeiros do ICMS. O órgão é o colegiado formado pelos secretários de Fazenda, Finanças ou Tributação dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, com reuniões presididas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Difal

Na mesma ocasião, o governador assinou projeto de lei do Executivo que extingue o Diferencial de Alíquota (Difal) em operações realizadas por optantes do Simples Nacional. O objetivo da revogação é eliminar a cobrança do ICMS – correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual – nas operações com mercadoria proveniente de outra unidade da federação destinadas a contribuinte do imposto estabelecido no Distrito Federal e optante pelo Simples Nacional.

Acompanhado de secretários de estado e autoridades, Ibaneis seguiu a pé do Palácio do Buriti à Câmara Legislativa, onde entregou pessoalmente ao presidente da Casa, deputado Rafael Prudente, o projeto de extinção da Difal.

A implementação da medida é uma forma de promover a justiça fiscal e, ao mesmo tempo, fomentar o desenvolvimento dos pequenos negócios, de forma a contribuir para a estabilização e aquecimento da economia do DF, com a geração de emprego, renda e melhoria da competitividade do micro e pequeno empreendedores.

Destravamento

De acordo com o secretário de Fazenda, Planejamento e Gestão, André Clemente, a medida tira travas e estanca o fechamento de empresas que, nos últimos anos, foram sobrecarregadas pela carga fiscal no DF. “Isso coloca o atacado em igualdade com empresas de outros estados”, acredita.

Embora a renúncia fiscal – estimada em R$ 80 milhões ao ano – possa impactar negativamente as receitas tributárias do Distrito Federal em um primeiro momento, a tendência é que no médio e longo prazos haja aumento da arrecadação, diante da queda da sonegação.







https://www.agenciabrasilia.df.gov.b...taladas-no-df/
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #387  
Old Posted Apr 3, 2019, 1:47 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Uai o problema em Brasília não é apenas tributos, tem haver com falta de infraestrutura, falta de mão de obra. Falta de energia não é, pois só as empresas investirem em geração via energia solar, assim ficam livres da CEB. Agora com relação a transportes e infraestrutura comercial nas ADEs, isso é um entrave. As vezes o povo quer sair para fazer suas refeições fora das fábricas e empresas. E salvo alguns locais, o resto é um verdadeiro deserto comercial.
Reply With Quote
     
     
  #388  
Old Posted Jul 13, 2019, 10:11 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,278
FCO libera empréstimos para novos empreendimentos no DF

Recursos, autorizados pelo Cofap, vão garantir modernização de negócios em Brasília e também municípios goianos

Reprodução/Facebook

Cofap liberou, na última reunião do semestre, mais de R$40 milhões em financiamentos para atividades dos setores rural, turismo, serviços e infraestrutura de empresas do Distrito Federal e entorno.


O Conselho de Financiamento à Atividade Produtiva (Cofap) liberou, na última reunião do semestre, mais de R$40 milhões em financiamentos para atividades dos setores rural, turismo, serviços e infraestrutura de empresas do Distrito Federal e entorno. Dos nove contratos analisados, sete foram aprovados pelo colegiado.

Uma das empresas beneficiadas no DF foi o Instituto do Coração de Taguatinga, do grupo Anchieta. A empresa pleiteou e vai poder contratar R$ 2,6 milhões para compra de equipamentos de hemodinâmica.

“Essa máquina realiza procedimentos de cateterismo menos invasivos, o que significa mais modernização tecnológica e consequentemente melhor qualidade no atendimento aos pacientes”, explica o responsável financeiro da empresa, Micael Almeida.

Outra empresa brasiliense que teve a carta-consulta aprovada pelo Cofap foi a P.O Solar Energy LDTA. Neste caso, a empresa conseguiu a aprovação de R$ 9 milhões para investir na construção de uma usina fotovoltaica, aquelas usadas na produção de energia solar.

Os recursos aprovados pelo Cofap são provenientes do Fundo Constitucional do Centro-Oeste, o FCO. Depois de aprovados comitê, os empréstimos são sujeitos a análise do Banco do Brasil ou BRB.

Apenas no primeiro semestre deste ano foram aprovadas 37 cartas-consulta que resultaram na liberação de R$ 262 milhões de reais. Em 2018, foram liberados R$ 397 milhões no mesmo período.

Dinheiro para o Entorno

Além do Distrito Federal, os recursos do FCO contemplam empréstimos para municípios que fazem parte da Região Integrada de Desenvolvimento do DF, a RIDE. No caso da última reunião, foram aprovadas outras cinco cartas consulta para investimentos em fazendas localizadas em Alexânia, Corumbá e Formosa.

As vantagens em tomar um financiamento dessa natureza são as taxas de juros que costumam ser mais baixas que as demais linhas de crédito praticadas no mercado, além do maior número de parcelas para pagamento. O valor mínimo por contrato é deve ser de R$ 1 milhão.




https://fatoonline.com.br/noticia/67...dimentos-no-df
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #389  
Old Posted Jul 14, 2019, 1:30 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
A distribuição do FCO é desigual, igual do BNDES. Pra eles, Brasília por apresentar alta renda, não deveria receber recursos. Meio estranho, pois se for levar em conta, as regiões Sul e Sudeste também não deveriam receber recursos, digo os estados, pois todos tem renda alta.
Reply With Quote
     
     
  #390  
Old Posted Jul 15, 2019, 1:29 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,379
^^^^ Mas, o PIB Per Capita do DF, não tem nem comparação com qualquer estado brasileiro. É surreal. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...PIB_per_capita)

Quanto às regiões brasileiras, o Centro-Oeste é a mais rica do Brasil (por Pib Per Capita), bem equilibrada com as regiões Sul e Sudeste. Já as regiões Nordeste e Norte, seguem como as mais pobres, isoladas. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...PIB_per_capita)

Quanto à renda Per Capita, o DF possui a maior entre todos os estados, mas, há um maior equilíbrio entre os estados do Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Alguns estados do Norte se aproximam da região geoeconômica Centro-Sul do Brasil. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...nda_per_capita)
Reply With Quote
     
     
  #391  
Old Posted Jul 15, 2019, 3:44 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
^^^^ Mas, o PIB Per Capita do DF, não tem nem comparação com qualquer estado brasileiro. É surreal. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...PIB_per_capita)

Quanto às regiões brasileiras, o Centro-Oeste é a mais rica do Brasil (por Pib Per Capita), bem equilibrada com as regiões Sul e Sudeste. Já as regiões Nordeste e Norte, seguem como as mais pobres, isoladas. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...PIB_per_capita)

Quanto à renda Per Capita, o DF possui a maior entre todos os estados, mas, há um maior equilíbrio entre os estados do Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Alguns estados do Norte se aproximam da região geoeconômica Centro-Sul do Brasil. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_...nda_per_capita)
Mais para o BNDES e até para o FCO, não ligam que esses dados estão furados, pois o que adianta ter um pib per capita alto se tem milhares de miseráveis na cidade.
Reply With Quote
     
     
  #392  
Old Posted Jul 15, 2019, 5:20 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,379
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Mais para o BNDES e até para o FCO, não ligam que esses dados estão furados, pois o que adianta ter um pib per capita alto se tem milhares de miseráveis na cidade.
Pois é... Mas, vale lembrar que praticamente todas as cidades possuem esses milhares de miseráveis, não é exclusividade do DF.

Vale destacar que, o DF e Entorno possui a menor proporção de pessoas vivendo em favelas no Brasil, 3,7% (Censo 2010). São dados das regiões metropolitanas que possuem favelas, obviamente.

O Centro-Oeste é uma região atípica do Brasil, praticamente inexistem favelas, ao contrário do Sul, Sudeste e principalmente Nordeste e Norte.
Reply With Quote
     
     
  #393  
Old Posted Jul 22, 2019, 1:35 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Agora o problema é, tem áreas industrias que sobram vagas por não ter gente qualificada. E por não ter gente qualificada as empresas estão fechando as portas ou tentando atrair funcionários de outras cidades e até outros estados por meio de transferências e tal.
Reply With Quote
     
     
  #394  
Old Posted Aug 10, 2019, 2:48 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Shizen Energy entrega sua primeira usina de energia solar no Brasil

A Shizen Energy, startup japonesa de energias renováveis, e a Espaço Y, empresa brasileira de empreendimentos imobiliários, concluem a construção da sua primeira usina de energia solar no Brasil, no Distrito Federal, através de sua marca no Brasil, a FazSol Energias Renováveis.


A planta, localizada no núcleo rural de Capão Seco, em Paranoá, tem capacidade instalada de aproximadamente 1,1 MWp, e fornecerá energia para a população de Brasília e cidades satélites. Com obras iniciadas em de janeiro de 2019, a usina entrou em operação nesta semana. Para celebrar a inauguração oficial foi realizada cerimônia com presença de representantes da Shizen Energy Inc. do Japão, da Espaço Y Engenharia e Empreendimentos, clientes e parceiros.

O projeto usa parte da terra de uma fazenda local que produz pimenta e tomates orgânicos para operar sua usina solar de 1,1 MW (CC). Os usuários da energia produzida neste projeto serão registrados no sistema de geração distribuída da ANEEL, na modalidade auto consumo remoto, e serão beneficiados com desconto no valor final da sua conta de energia, além de se tornarem produtores de energia limpa e renovável.

“Estamos muito felizes com a conclusão da construção da nossa segunda usina no exterior. É importante promover o uso de energia renovável, principalmente em lugares como o Brasil, onde a demanda por eletricidade deve ter aumento significativo. A partir deste projeto, dedicaremos mais esforços para o desenvolvimento e divulgação da geração de energia renovável de uma forma que influencie a maneira como o consumo de energia das pessoas acontece. A companhia espera trabalhar em outros projetos no país”, ressalta Kenji Kawado, diretor representante da Shizen Energy Inc.

“A Shizen Energy acredita no potencial do mercado brasileiro de energia e, por isso, deu início as suas operações no país em 2018 iniciando, em seguida, uma parceria com a Espaço Y. Os primeiros frutos desse trabalho resultaram no desenvolvimento deste projeto piloto, mas temos planos para para construir mais de 20MW de energia solar” afirma Bruno Suzart, country manager da Shizen no Brasil.

Para a Shizen, o desenvolvimento de matrizes energéticas sustentáveis é a maneira que a companhia encontrou para criar energia para o futuro e, mais importante, mudar o modo como as pessoas e as organizações usam esse ativo. “A expansão global é um dos passos para alcançar compromisso de transformar o mundo”, concluiu Suzart

O Brasil está entre os 10 maiores consumidores de eletricidade do mundo, apresentando um perfil positivo de aumento da demanda nos próximos anos. A energia renovável representa 80,3% da capacidade instalada de geração de energia, tendo como principal fonte a energia hidrelétrica. No entanto, o forte apoio político tem promovido outras tecnologias, como a energia eólica e a solar, que estão se desenvolvendo rapidamente desde 2012.


Espaço Y e Shizen Brazil

Data de operação comercial -11 de julho de 2019
Espaço Y

Fundada há 25 anos, a Espaço Y opera diversos negócios, incluindo empreendimentos imobiliários, construção, call center e outros. A Espaço Y é uma referência local nos setores de construção, propriedade e telecomunicações. A empresa começou a operar no segmento de energia renovável em 2018 após anunciar uma parceria com a japonesa Shizen Brasil. O ponto forte da Espaço Y é desenvolver ótimos lugares para viver, mantendo um compromisso com a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentável.
Shizen Energy Inc.

Fundada em junho de 2011 com a missão de “Mudar o Mundo com Energia”, a Shizen Energy contribuiu para o desenvolvimento de aproximadamente 1 gigawatt (até o fim de janeiro de 2019) de energia renovável em todo o Japão. A empresa está envolvida em todos os serviços necessários para a instalação e operação de usinas de energia solar, eólica, pequenas hidrelétricas e outras usinas de energia renovável, incluindo as etapas de desenvolvimento, EPC (engenharia, compras, construção), O&M (operação e manutenção) e gestão de ativos. A empresa entrou no mercado de varejo de eletricidade em 2017 e, além de fornecer eletricidade para pessoas físicas e jurídicas, a Shizen também oferece suporte a iniciativas de terceiros voltadas para o uso e a geração de energia verde.
Fonte: Da Redação/Assessoria/Shizen Energy

Fonte: https://www.homedecore.com.br/shizen...lar-no-brasil/
Reply With Quote
     
     
  #395  
Old Posted Dec 4, 2019, 2:11 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Energia limpa é o novo investimento da PaulOOctavio

PO Energy é a mais nova empresa criada pelo grupo


A PO Energy, que será inaugurada neste sábado (7), na cidade de São Sebastião. O novo braço das Organizações PaulOOctavio vai gerar 3mw em sua usina. O investimento em energias renováveis e de matriz limpa está em alta e na capital do País a empresa será fundamental para o segmento.

Segundo Felipe Octavio Kubitschek Pereira, a PO Energy chega ao mercado em um momento de grandes transformações globais. “Chegamos para atender duas demandas importantes: a de geração de energia limpa e as novas tecnologias. A PO Energy é o pontapé inicial desta arrancada para o futuro”, diz o executivo. “Brasília é uma cidade com imenso potencial solar e com um céu digno de admiração, por sua beleza. Agora é possível imaginar esse nosso céu maravilhoso gerando energia”, completa.

A PO Energy inaugura o sétimo ramo de atuação das Organizações PaulOOctavio – ao lado de hotelaria, concessionárias de automóveis, seguros, shopping centers, comunicação e construção civil/imobiliária. Implantada em uma região de elevada irradiação, de acordo com o Atlas Solarimétrico do Brasil, será um dos maiores investimentos ambientais em Brasília nos próximos anos.

Inicialmente, a PO Energy vai gerar energia para consumo próprio, agregando mais eficiência a seus empreendimentos. Mas outros clientes poderão ser usufruir futuramente de sua produção, além de haver a possibilidade de se estabelecerem acordos com outros segmentos econômicos. “A PO Energy buscará parcerias com empresas terceiras para continuar sua busca de uma cidade mais limpa e energeticamente mais eficiente”, avalia Felipe Octavio Kubitschek.

Fonte: https://jornaldebrasilia.com.br/cida...-paulooctavio/
Reply With Quote
     
     
  #396  
Old Posted Dec 4, 2019, 2:13 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Muito interessante isso mas tem um porem...

Essas grandes empresas estão usando as áreas rurais para fazer isso, espero que não acabe com toda área também. É bem vindo, mas com certeza teremos consequências ambientais...
Reply With Quote
     
     
  #397  
Old Posted Dec 5, 2019, 2:51 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Imersões da CNI aproximam indústria brasileira da fronteira da inovação mundial


Missão à Califórnia (EUA), entre os dias 20 e 23 de novembro, será a 21ª imersão realizada aos principais ecossistemas de inovação do mundo | Crédito: Reprodução/Site CNI

O Programa de Imersões a Ecossistemas de Inovação é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) para abrir frentes de cooperação entre a indústria brasileira e empresas, institutos e centros de pesquisa e inovação de referência no mundo.

A 21ª edição do programa acontece entre os dias 20 e 23 de novembro, em San Francisco e Los Angeles, na Califórnia, o principal hub de economia criativa e inovação dos Estados Unidos.

Em São Francisco, o principal foco da missão é a visita técnica ao Exploratorium, um dos maiores museus interativos do mundo e a atração mais visitada da cidade. O Serviço Social da Indústria (SESI) firmou uma parceria para que o museu dê consultoria para a abertura do primeiro centro de inovação do Brasil destinado à arte, ciência e tecnologia.

O Centro de Inovação e Tecnologia do SESI será implementado em Brasília e em São Paulo, com a proposta de criar um ambiente dinâmico e de experimentação para visitantes, estudantes e professores.

“O Exploratorium é uma grande inspiração e apoiará a equipe do SESI no design, na metodologia e na concepção de exibições. O principal objetivo do centro que está sendo planejado é despertar o interesse pela ciência e pela tecnologia com novas abordagens e também ser um espaço em que se discuta os impactos da inovação para a sociedade. É uma iniciativa pioneira no país”, afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

Ainda em San Francisco, a delegação faz visitas técnicas a três das maiores empresas de tecnologia do mundo: Amazon, Apple e Google. Em Los Angeles, a agenda é dedicada principalmente à economia criativa – que envolve produção audiovisual, entretenimento e design, cuja importância é crescente para o PIB brasileiro, com alto potencial de geração de empregos e crescimento de renda.

Desde 2016, a CNI já organizou 20 imersões no Brasil, nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia. O acesso a empresas e laboratórios estratégicos são viabilizadas por meio da cooperação entre a CNI e instituições empresariais estrangeiras.

Mais de 530 pessoas já participaram das missões, incluindo empresários, representantes de universidades privadas e públicas, autoridades de governos estaduais e também do Governo Federal. A missão de novembro à Califórnia (EUA) contará com a participação do governador de São Paulo, João Dória, e de secretários do governo paulista.

Fonte: https://diariodocomercio.com.br/inov...vacao-mundial/

E o local já sabemos aonde irá ficar. Na antiga rodoferroviária do entorno, que fecha dia 6 de janeiro para obras.

Last edited by pesquisadorbrazil; Dec 19, 2019 at 12:04 AM.
Reply With Quote
     
     
  #398  
Old Posted Dec 18, 2019, 8:48 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,278
CAB Motors anuncia investimento de R$ 200 mi em fábrica no DF

A unidade será para o chassi, carroceria e montagem de jipes. A expectativa é gerar 420 empregos a partir de 2021


O Governo do Distrito Federal firmou acordo com a montadora de veículos CAB Motors, fabricante do jipe brasileiro Stark, para a instalação de uma fábrica no Polo JK, em Santa Maria. A partir do próximo ano, a empresa dará início à construção do espaço de 70 mil metros quadrados, com investimento de R$ 200 milhões e expectativa de gerar 420 empregos a partir de 2021.

A fábrica será para o chassi, carroceria e montagem dos veículos off-road 4×4. Além das instalações no DF, a CAB Motors montou um Centro de Desenvolvimento e Pesquisa a Araripina e uma montadora em Pedra, ambas em Pernambuco. A CAB nasceu em Santa Catarina e mudou-se para Sobral, no Ceará, em 2013.

Nesta quarta-feira (18/12/2019), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), e o vice-governador, Paco Britto (Avante), receberam o presidente do grupo Ferreira Souza, Antonio Ferreira Souza, para tratar da instalação da montadora na capital. Ibaneis Rocha dirigiu um dos veículos, modelo Stark Mountain, e aprovou o acordo e o automóvel. “O meu já está encomendado. Maravilhoso”, referendou o chefe do Executivo.

“Decidimos vir para o Distrito Federal a convite do governador Ibaneis e do Paco Britto. A posição geográfica da capital é indiscutível. O acolhimento do GDF em relação ao nosso projeto tem sido sensacional”, contou Ferreira Souza. “Aqui, ele se torna nacional e internacional pelas embaixadas e a visibilidade que Brasília tem. Somos a única fábrica 100% nacional, com todo o projeto brasileiro, estrutura de chassi e carroceria nacionais”.

“O GDF tem demonstrado vontade de acolher empresas, gerar emprego e renda. A gente não viu isso em nenhum lugar, essa disposição do governo em absorver projetos que gerem emprego e renda”, acrescentou Souza.

A próxima etapa do acordo é o lançamento da pedra fundamental da fábrica em Brasília. O evento está agendado para 29 de janeiro do próximo ano. (Com informações da Agência Brasília)






https://www.metropoles.com/distrito-...-fabrica-no-df
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #399  
Old Posted Dec 19, 2019, 2:00 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,051
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
CAB Motors anuncia investimento de R$ 200 mi em fábrica no DF

A unidade será para o chassi, carroceria e montagem de jipes. A expectativa é gerar 420 empregos a partir de 2021


O Governo do Distrito Federal firmou acordo com a montadora de veículos CAB Motors, fabricante do jipe brasileiro Stark, para a instalação de uma fábrica no Polo JK, em Santa Maria. A partir do próximo ano, a empresa dará início à construção do espaço de 70 mil metros quadrados, com investimento de R$ 200 milhões e expectativa de gerar 420 empregos a partir de 2021.

A fábrica será para o chassi, carroceria e montagem dos veículos off-road 4×4. Além das instalações no DF, a CAB Motors montou um Centro de Desenvolvimento e Pesquisa a Araripina e uma montadora em Pedra, ambas em Pernambuco. A CAB nasceu em Santa Catarina e mudou-se para Sobral, no Ceará, em 2013.

Nesta quarta-feira (18/12/2019), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), e o vice-governador, Paco Britto (Avante), receberam o presidente do grupo Ferreira Souza, Antonio Ferreira Souza, para tratar da instalação da montadora na capital. Ibaneis Rocha dirigiu um dos veículos, modelo Stark Mountain, e aprovou o acordo e o automóvel. “O meu já está encomendado. Maravilhoso”, referendou o chefe do Executivo.

“Decidimos vir para o Distrito Federal a convite do governador Ibaneis e do Paco Britto. A posição geográfica da capital é indiscutível. O acolhimento do GDF em relação ao nosso projeto tem sido sensacional”, contou Ferreira Souza. “Aqui, ele se torna nacional e internacional pelas embaixadas e a visibilidade que Brasília tem. Somos a única fábrica 100% nacional, com todo o projeto brasileiro, estrutura de chassi e carroceria nacionais”.

“O GDF tem demonstrado vontade de acolher empresas, gerar emprego e renda. A gente não viu isso em nenhum lugar, essa disposição do governo em absorver projetos que gerem emprego e renda”, acrescentou Souza.

A próxima etapa do acordo é o lançamento da pedra fundamental da fábrica em Brasília. O evento está agendado para 29 de janeiro do próximo ano. (Com informações da Agência Brasília)






https://www.metropoles.com/distrito-...-fabrica-no-df
Vamos torcer que o GDF entregue infraestrutura, transporte, segurança e comércio na região. E principalmente o grosso. ENERGIA ELÉTRICA. Ou pelo menos, libere a indústria instalar uma usina de energia solar.
Reply With Quote
     
     
  #400  
Old Posted Dec 19, 2019, 12:21 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,379
Muito bom. Uma montadora, ainda mais sendo totalmente nacional.

Espero que dê tudo certo, o DF precisa se industrializar e o Polo JK se consolidar como polo gerador de empregos.

Sem contar que 70mil m² é uma área gigantesca.

Vale lembrar que, uma indústria desse porte, chama outras indústrias para o local, sem contar que, pode ser o pontapé inicial para outras montadoras se interessarem pelo DF. Foi assim com a União Química e pode ser assim com essa montadora.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 4:38 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.